Compartilhamentos

O senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) acusou a prefeitura de Oiapoque de não usar os quase R$ 1,2 milhão destinados por ele a obras na cidade. O recurso já foi perdido porque o prefeito Miguel do Posto (PSB) não teria dado a importância.

Randolfe Rodrigues foi ao município no último fim de semana em companhia do também senador Davi Alcolumbre (DEM). Uma das cenas que chamou a atenção foi a obra da única praça da cidade paralisada há mais de seis anos.

Num encontro com lideranças e moradores, o senador informou que conseguiu a liberação de R$1,149 milhão. Duas emendas de R$ 300 mil e R$ 400 mil foram destinadas para reforma de Unidades Básicas de Saúde (UBS), e uma última de R$ 300 mil para a construção de uma Vila Olímpica em área indígena.

Como a prefeitura não apresentou projetos e nem a documentação necessária, os recursos foram perdidos. Restaram apenas R$ 149 mil que estão na conta do governo do Estado desde 2012 e ainda não foram utilizados.

“Não existe nada mais absurdo do que você fazer um trabalho para desenvolver um lugar e ele simplesmente ser descartado. Quem sofre com tudo isso é o povo”, explicou Randolfe, afirmando que seu gabinete em Brasília tem procurado ajudar os prefeitos a usar os recursos.

Randolfe lembrou que articulou reuniões nos ministérios das Cidades e da Saúde para fortalecer o combate à febre chikungunya. A ideia era reunir os prefeitos de Macapá, Santana e Oiapoque, mas o prefeito Miguel do Posto não compareceu a nenhum dos encontros.

BR-156

Sobre a BR-156, Randolfe lembrou que usou a tribuna do Senado Federal para denunciar o abandono das obras, pediu apoio do Ministério Público Federal e acionou o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), além do Ministério dos Transportes e Ministério da Defesa, agendas em que o prefeito também foi convidado a participar. Randolfe defendeu nos últimos meses que o Exército assuma as obras de pavimentação da rodovia.

Em junho, a pedido do senador,  o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) deslocou parte de sua equipe, inclusive o presidente da instituição, para atender os prefeitos e equipes de educação dos municípios amapaenses. Dos 16 municípios, 10 enviaram representantes. A prefeitura de Oiapoque mais uma vez não compareceu.

Compartilhamentos