Compartilhamentos

DA REDAÇÃO –

O bandido conhecido como “Pica-Pau” (foto de capa), que na verdade se chamava Andreylan Jony Souza Ferreira, de 21 anos, morto em uma ação policial na manhã de Natal, 25, era acusado de matar uma mulher a golpes de terçado.

Por volta das 8h, a equipe do Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM) foi acionada para ir até a Passarela Guaranis, no Laurindo Banha, Bairro do Buritizal. A informação era de que havia vários elementos com armas de fogo e terçado que haviam acabado de lesionar uma mulher identificada apenas pelo apelido, “Boneca”.

A vítima teve pelo menos três cortes profundos no rosto e também ferimentos na cabeça. Ela ainda foi socorrida por uma equipe do Samu, mas acabou não resistindo aos ferimentos.

A equipe foi até o local e recebeu a informação de que os agressores estariam escondidos em uma residência na Rua Hildemar Maia com Avenida Pedro Baião, ainda no Buritizal.

Ao chegar à residência os policiais foram recebidos com disparos de arma de fogo e revidaram.  Pica-Pau foi alvejado no peito e ainda levado para o Hospital de Emergência de Macapá aonde já chegou morto.  O BRPM encontrou com ele um revólver calibre 32 com duas munições deflagradas.

Pica-Pau foi reconhecido por testemunhas que estiveram no local como um dos agressores da mulher. Ele já tinha passagens pelo Iapen por assalto e tráfico de drogas.

Compartilhamentos