Compartilhamentos

DA REDAÇÀO

Desde que saiu do PSOL, no ano passado, o prefeito da capital, Clécio Luiz, continua sem partido, mas não é por falta são propostas. Naturalmente, por vários motivos, se esperava que ele migrasse para a Rede Sustentabilidade, junto com o companheiro e amigo senador Randolfe Rodrigues, só que até agora não foi isso que aconteceu. Esta semana, o amigo oficializou o convite para que Clécio se filie ao partido, mas o silêncio permanece.

O convite oficial foi feito na última sexta-feira, 19. No entanto, existem muitas variáveis nessa equação. Na briga por mais espaço interno na PMM, assessores mais próximos têm aconselhado Clécio a seguir caminhos diferentes de Randolfe. Contudo, fontes mais próximas afirmam que essa possibilidade de entrada na Rede ainda não foi descartada.

Evandro Milhomem quer Clécio no PC do B, o que naturalmente aumentaria o espaço do partido na PMM. Foto: PC do B

Evandro Milhomem quer Clécio no PC do B, o que naturalmente aumentaria o espaço do partido na PMM. Foto: PC do B

Além disso, há uma forte corrente para que ele assine ficha no PC do B, do ex-deputado federal Evandro Milhomem, e atualmente um dos principais interlocutores políticos e institucionais do prefeito. O ex-parlamentar ainda ocupa a Secretaria de Relações Institucionais da PMM, e poderá ver seu espaço amplificado se Clécio engrossar as fileiras do partido.

A nova legislação eleitoral diz que os candidatos precisam estar filiados na legenda que irão representar no máximo seis meses antes da eleição. Neste caso, o prazo para Clécio se esgotará em abril.

O Site SELESNAFES.COM tem tentado ouvir o prefeito desde o último domingo, 21, mas ele não tem atendido telefonemas. 

Compartilhamentos