Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

O Instituto de Defesa do Consumidor (Procon) do Estado do Amapá autuou 4 bancos na manhã desta quinta-feira, 18. A fiscalização é o inicio da “Operação Cronômetro”, que busca melhorar o tempo de atendimento e longas filas enfrentadas pelos clientes. O Procon estima que durante o período de pagamento do funcionalismo a demora seja ainda maior.

Os fiscais do Procon concentraram os trabalhos em três situações: demora no atendimento, longas filas e a falta de utilização de senhas eletrônicas nas agências bancárias de Macapá.

Bancos tem 10 dias para se defender, e podem ser multadas

Bancos tem 10 dias para se defender, e podem ser multadas. Fotos: Cássia Lima

“Os bancos autuados terão dez dias para se justificar. Caso o banco seja reincidente e não apresentar justificativa plausível, a multa poderá chegar a R$ 500 mil. Nossa operação continua”, explicou o diretor do Procon, Vicente Cruz.

A mesma operação autuou 15 de 17 agências bancárias em junho do ano passado. De acordo com a lei, o atendimento em dias normais deve ser feito em até 15 minutos. Em véspera de feriados o tempo limite é de 25 minutos. Já nos dias de pagamento do funcionalismo a espera deve ser de até 35 minutos.

A Operação Cronômetro é resultado de muitas reclamações. Segundo a instituição, por mês são protocoladas mais de mil reclamações, e 60% dizem respeito ao péssimo atendimento dos bancos.

Reclamações

Os consumidores que se sentirem prejudicados podem fazer denúncias se dirigindo ao prédio do Procon, situado na Avenida Padre Júlio Maria Lombaerd,  no Bairro Santa Rita, ou podem ligar para o disque denúncia  3312-1023.

Compartilhamentos