Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Uma equipe do 2º Batalhão da Polícia Militar prendeu na noite desta quinta-feira, 24, suspeitos de matar o vigilante José da Conceição da Silva, de 29 anos, dentro da Escola Estadual Nossa Senhora de Nazaré, no Bairro Amazonas, Zona Norte de Macapá. Um deles tinha um ferimento na testa que a PM suspeita ter sido provocado pelo vigilante durante luta corporal na madrugada do assalto.

Josué Baía e o ferimento que teria sido provocado pelo vigilante morto

Josué Baía e o ferimento que teria sido provocado pelo vigilante morto

Josué Baia Santos e Felipe Abreu Magalhães, ambos de 20 anos, foram presos na Rua José Adilson Pinto Pereira, no São Lázaro, por volta das 17h30min embarcando em um táxi. Eles carregavam mochilas com roupas e se contradisseram na hora de informar seus endereços.  

Segundo a PM, os suspeitos estavam fugindo.  Josué Baía cumpre pena por roubo em regime domiciliar. Além deles, uma garota de 14 anos e um rapaz de 15 anos também foram apreendidos acusados de participação no crime.

A prisão dos maiores é baseada no testemunho de uma pessoa. A PM não quis revelar o conteúdo das informações repassadas pela testemunha.

“Também temos imagens da UPA da Zona Norte que mostram Josué Baía entrando para atendimento e fugindo em seguida sem ser atendido. Acreditamos que esse ferimento foi causado pelo vigilante”, informou o tenente Alex Sandro, da Divisão de Comunicação Social da PM.

Os dois maiores foram entregues no Ciosp do Pacoval e os menores na Delegacia Especializada em Repressão de Atos Infracionais (Deiai). O delegado de plantão solicitou a prisão preventiva dos suspeitos.

Vigilante que lutou contra os assaltantes, mas foi esfaqueado várias vezes. Foto: Olho de Boto

Vigilante que lutou contra os assaltantes, mas foi esfaqueado várias vezes. Foto: Olho de Boto

Até agora não foram encontrados nenhum dos objetos levados da escola, entre eles 3 botijões de gás, um TV de 42 polegadas e o celular da vítima. José da Conceição foi encontrado morto por volta das 7h da manhã desta quinta-feira pelo vigilante que ia pegar o turno. Ele tinha ferimentos de faca no pescoço e abdômen.

Apesar de ser o local perigoso, a vítima trabalhava sozinha e desarmada.

Compartilhamentos