Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um homem acusado de assaltar um motel no Bairro do Buritizal, na Zona Sul de Macapá, foi morto pela Policia Militar numa troca de tiros no fim da noite desta quinta-feira, 30. Segundo a polícia, o assalto foi executado por dois homens que entraram no motel como se fossem clientes e renderam uma funcionária na hora de ‘pagar a conta’.

A recepcionista do motel contou à PM que os assaltantes chegaram normalmente em um carro e se hospedaram em um dos apartamentos. Eram 3 homens.

Alex Beleza foi morto com vários tiros

Alex Beleza foi morto com vários tiros

Cerca de 20 minutos depois, um deles ligou para a recepção pedindo a conta do quarto. Uma das funcionárias levou a conta, mas tomou um susto ao ver que não havia ninguém no quarto. Ela esperou ouvir o barulho do motor do carro sendo acionado e das portas do veículo se fechando. Quando o carro saiu, ela resolveu ir até o quarto ver o que tinha ocorrido.

Nesse momento dois bandidos saíram de dentro do banheiro armados e anunciando o assalto.

Menor de 17 anos se atirou no chão para se entregar

Menor de 17 anos se atirou no chão para se entregar

Arma caseira usada pelo menor

Arma caseira usada pelo menor

“Falaram para eu ficar calma e nem gritar. Queriam saber quantas pessoas (funcionários) tinham além de mim. E disseram pra irmos atrás de dinheiro. Na recepção não tinha mais ninguém. Eu fiquei no quarto com um que estava armado enquanto o menor revirava tudo”, contou a funcionária, acrescentando que eles não tiveram acesso a nenhum dos quartos.

As outras funcionárias já haviam percebido o que ocorria tinham acionado o 190. Quando a viatura chegou ao local os dois assaltantes fugiram correndo e conseguiram chegar até a Avenida Goitacazes, no Buritizal, mas logo foram alcançados e cercados por uma equipe do 1º Batalhão da Polícia Militar.

Os policiais recuperaram os R$ 800 que estavam com a dupla

Os policiais recuperaram os R$ 800 que estavam com a dupla

Um dos bandidos, que tem 17 anos, se atirou no chão e se entregou. Mas, o comparsa conhecido como ‘Peixe’,  atirou contra os militares e foi alvejado.

Peixe foi levado ao Hospital de Emergência de Macapá, mas morreu minutos depois devido a gravidade dos tiros. O nome verdadeiro dele era Alex Rodrigues Beleza dos Santos, de 20 anos. 

A PM recolheu a arma usada por ele, um revólver calibre 38 com uma munição deflagrada. O motorista que estava no carro de apoio conseguiu escapar.

O menor portava uma arma caseira. Ele foi apreendido e conduzido à Delegacia Especializada em Investigação de Atos Infracionais (Deiai).

Compartilhamentos