Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

Alunos de escolas municipais participaram de um festival que incluiu até a produção de um curta-metragem artesanal sobre os cuidados no trânsito.

As premiações ocorreram no dia 23 no auditório do Centro de Esportes e Artes Unificados (CEU das artes) no Bairro Infraero II,  a apresentação da escola vencedora do I Concurso de Vídeo Estudantil. A competição é parte do Festival Estudantil Temático de Trânsito (Fetran) da Policia Rodoviária Federal do Amapá (PRF).

A Escola Municipal Odete Lopes foi a vencedora da competição. Ela concorria com mais três instituições: Vera Lucia Pinon Neri, Escola Hildemar Maia e Eunice das Chagas.  Com o rap “Família Odete multiplicando o seu valor”, dois alunos e um professor ganharam a oportunidade de conhecer a capital brasileira em uma viagem cultural oferecida pela organização do concurso.

ceo-das-artes-1

Alunos da rede municipal participaram da programação da PRF no CEU das Artes. Fotos: André Silva

Os alunos Kevin dos Santos Cardoso ,de 12 anos, e Letícia Alves Braga de 11, foram os protagonistas do vídeo. Eles disseram que foi uma sensação muito boa participar do filme e que sempre orientam os pais quando estão no trânsito.

“Quando estou no carro com meu pai sempre oriento ele a reduzir nos cruzamentos e próximo das sinalizações. E para chegar na escola sempre levanto as mãos antes de atravessar”, conta Kelvin.

“Meu pai tem moto e sempre peço para ele ir devagar”, diz a menina. Veja o vídeo.

Segundo a coordenadora do grupo de educação para o trânsito da PRF, Carmem Cunha, mais de 45 mil pessoas morrem no trânsito todos os anos. A PRF tenta por meio dessas ações que envolvem crianças, conscientizar os pais delas.

ceo-das-artes-2

Kevin dos Santos Cardoso de 12 anos e Letícia Alves Braga de 11. Alunos que protagonizaram o vídeo

Carmem Cunha, da PRF: missão é conscientizar os pais

Carmem Cunha, da PRF: missão é conscientizar os pais

“A PRF trabalha tanto nas ações preventivas quanto nas repressivas. Com essa ação nós buscamos minimizar o numero de mortes no trânsito. Nós trabalhamos com a criança para que essa mensagem chegue no pai dela. A gente trabalha com a criança para não precisar reprimir o adulto lá na frente”, explicou a coordenadora.

A programação do festival continua na semana que vem onde serão selecionados dois artigos de professores da rede de ensino municipal. O evento continua até novembro.

Compartilhamentos