Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Moradores de um trecho da Avenida Dois de Moraes, no Bairro dos Congós, Zona Sul de Macapá, sentiram o cheiro forte que vinha de uma casa e decidiram chamar a Polícia Militar. O odor era do corpo de um homem assassinado.

A vítima foi identificada como Sílvio da Silva Barbosa, de 42 anos. O corpo foi encontrado por volta das 21h na sala da casa onde morava com a esposa.   

O imóvel estava trancado e não havia mais ninguém na residência. Vizinhos afirmam ter visto a esposa pela última vez na sexta-feira, 23. Ela estava trancando a porta da frente e saiu logo em seguida.

Equipe da Politec remove corpo: não foi possível identificar como a vítima foi ferida. Fotos: Olho de Boto

Equipe da Politec remove corpo: não foi possível identificar como a vítima foi ferida. Fotos: Olho de Boto

O corpo já estava em decomposição. Peritos da Polícia Técnica do Amapá (Politec) informaram que havia muito sangue na cama do casal.

Um rastro ensanguentado levava até a porta da frente onde o corpo do marido foi encontrado. Peritos acreditam que ele tenha sido ferido na cama, e se arrastou até a porta na tentativa de conseguir ajuda. Contudo, não teve forças. 

Vizinhos sentiram mau cheiro

Vizinhos sentiram mau cheiro e chamaram a PM

Vizinhos relataram que o casal brigava muito, e que o marido era bastante violento. Ele já havia sido preso com base na Lei Maria da Penha.

Devido ao estado de decomposição, peritos não puderam identificar o que teria causado da morte de Sílvio Barbosa.  Um laudo deve ser divulgado em 30 dias.

O nome da esposa não foi informado pela polícia. Ela continua desaparecida.

Compartilhamentos