Compartilhamentos

VALDEÍ BALIEIRO

Com 16.542 votos (26,99%), o ex-juiz Ofirney Sadala (PSDC) é o novo prefeito do segundo município mais populoso do Amapá. Um dia após a apuração e confirmação da sua eleição, ele diz que pretende priorizar algumas áreas, entre elas está o porto de Santana.

Em entrevista exclusiva ao site SELESNAFES.COM, Sadala pontuou que sua campanha foi feita dentro da tranquilidade, mas que os adversários teriam imputado ‘mentiras’ sobre ele.

Ofirney conversa com eleitores. Campanha sem atacar adversários. Fotos: divulgação

Ofirney cumprimenta eleitores: campanha sem atacar adversários. Fotos: divulgação

“A nossa campanha começou dentro da tranquilidade. Já na pré-campanha chegamos forte e apontados como o favorito. Durante esse processo, foram imputadas mentiras contra mim e contra meu vice-prefeito. Mas, no último  domingo, ficou claro que o povo queria mudança e que não acredita mais nessas jogadas políticas com um único objetivo, que é tirar a verdade e dividir Santana. Não batemos em nenhum dos candidatos, sempre nos posicionamos sobre nossas propostas e o que de melhor podemos fazer pelo município”, conta o prefeito eleito.

Prioridades de campanha para o primeiro ano de mandato

Ofirney Sadala diz que no começo de mandato já pretende dar início a parcerias com a Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa) para suprir a necessidade das milhares de famílias que moram na Baixada do Ambrósio, além de firmar também parcerias com o Governo do Estado (GEA) para a infraestrutura do município.

“Pretendo levar o sistemas básicos para as comunidades do Ambrósio, Delta do Matapi e Elesbão, famílias que foram esquecidas todos esses anos. Eu morei na comunidade do Ambrósio e sei muito bem essa dificuldade. Também quero pavimentar ruas e avenidas de cada bairro. Nosso trabalho será de arregaçar as mangas e meter a mão na massa”, disse.

Serviços básicos para comunidades e bairros esquecidos serão priorizados pela gestão do novo prefeito

Serviços básicos para comunidades e bairros esquecidos serão priorizados pela gestão do novo prefeito

Geração de empregos e regularização de terras

Sadala pontua que a geração de emprego será conseguida através da abertura das portas para que empresas se instalem no município.

“Existe uma grande necessidade de geração de emprego e nós pretendemos atrair essas empresas para cá. E assim gerar não somente empregos, mas renda para Santana”, comentou.

Outro projeto do ex-juiz é um processo muito grande de regularização de terras. Segundo Ofirney Sadala, os recursos do Basa voltam por falta de garantia.

Câmara de Vereadores

Das quinze cadeiras da Câmara de Vereadores de Santana, a coligação de Ofirney Sadala fez cinco nomes. Um dos objetivos agora é ajudar a eleger o novo presidente da Câmara.

“Vamos ser parceiros da Câmara de Vereadores. Nossa coligação fez cinco dos quinze nomes para assumir a vereança a partir de janeiro. Eles têm a competência de fiscalizar e ajudar na elaboração de projetos que são para o bem do povo santanense. Ainda estou conversando para fechar o nome que irá nos representar e concorrer na disputa da presidência da câmara”, falou Ofirney Sadala.

ofirney-2

Novo prefeito deve anunciar novo secretariado em dezembro

Secretários

Ofirney disse que até dezembro poderá anunciar todos os nomes para ajudar a administrar Santana e compor as secretarias de sua gestão. Até o momento há diálogos com lideranças.

Bancada Federal

“Estamos mantendo contato com todos os deputados e senadores. Já conversei com o deputado Marcos Reátegui, deputado Cabuçu e a deputada Josy Araújo. Esperamos fechar com a maioria para o bem do povo de Santana”, ressaltou.

Porto das Docas

Ofirney pontuou que sempre defendeu que as docas de Santana não deveriam ser governadas por políticos. Ele afirma que irá buscar um nome com competência e experiência em gestão  portuária para assim trabalhar nessa área e gerar emprego e renda para o município.

“Vamos buscar gente capacitada e com experiência em gestão portuária que não tenha perfil político para gerir essa grande empresa. Sempre defendi isso e irei aplicar desde o início do mandato”, finalizou Sadala.

Administração do Porto de Santana deixa de ser política, ressaltou Ofirney

Administração do Porto de Santana deixa de ser política, ressaltou Ofirney. Foto: arquivo

Compartilhamentos