Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Policiais da Companhia de Rádio Patrulhamento Motorizado (CERPM), do 4º Batalhão da PM, prenderam 13 pessoas numa operação que resultou na apreensão de 17 quilos de entorpecentes, e material supostamente usado em arrombamento de caixas eletrônicos e cofres. As prisões ocorreram na madrugada desta quinta-feira, 3, no Bairro Monte das Oliveiras, município de Santana, a 17 quilômetros de Macapá.

As prisões começaram depois que policiais, desconfiados de um homem no Bairro dos Remédios, resolveram fazer uma abordagem e descobriram com ele um tablete de maconha. Já passava da meia-noite.

17 tabletes de maconha foram apreendidos. Fotos: Olho de Boto

17 tabletes de maconha foram apreendidos. Fotos: Olho de Boto

Coletes, equipamentos suspeitos e 17 quilos de drogas

Coletes, equipamentos suspeitos e 17 quilos de drogas

O suspeito informou o local onde havia adquirido o produto, uma casa no recém criado Bairro Monte das Oliveiras, uma área de invasão atrás da Vila Amazonas. Os policiais foram até o local e encontraram mais suspeitos numa espécie de comemoração em frente à residência. Em revista no imóvel, os PMs localizaram 8 tabletes de maconha.

“Em outra casa havia 6 tabletes (numa geladeira) e numa terceira mais dois. Com a porção encontrada com a primeira pessoa abordada totalizou 17 tabletes, que a gente estima em quase 17 quilos”, comentou o tenente Moura, do CERPM.

Duas espingardas calibres 36 e 44

Duas espingardas calibres 36 e 44

Equipamentos suspeitos

Além da droga, os policiais encontraram equipamentos suspeitos de serem usados para furtos em bancos e caixas eletrônicos.

No total, foram apreendidos dois coletes balísticos, duas capas de coletes, duas espingardas calibres 36 e 44, além de uma “super furadeira” hidráulica, equipamento de alta precisão que trabalha silenciosamente.

Coletes têm a logo de uma empresa de segurança que presta serviços para bancos

Coletes têm a logo de uma empresa de segurança que presta serviços para bancos

“Os coletes são de uma empresa de segurança que trabalha em agências bancárias. A gente suspeita que eles tenham realizado vários arrombamentos. Um desses suspeitos já havia sido preso em Macapá por participação em furto a banco”, acrescentou o oficial do CERPM.

A PM não divulgou os nomes dos envolvidos. Os equipamentos, a droga e os presos foram entregues para a Polícia Civil, que agora fará a investigação. 

Compartilhamentos