Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Um homem acusado de dois homicídios e um sequestro foi preso pela Polícia Militar por descumprimento da prisão domiciliar. O assassinato de um professor está entre os crimes atribuídos a ele.

A prisão foi efetuada por uma equipe do Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM), por volta das 20h30min deste domingo, 1º, na Avenida dos Ipês, Bairro Ipê, zona norte de Macapá.

Dário Adriano dos Santos Campos, o “Leão”, de 23 anos, estava caminhando na rua com outros homens quando o grupo foi abordado pelos policiais. Não demorou para que os PMs descobrissem que o acusado deveria estar em casa cumprindo prisão domiciliar.

Sargento Paulo Roger: acusado tem envolvimento em crimes de grande repercussão. Fotos: Olho de Boto

Sargento Paulo Roger: acusado tem envolvimento em crimes de grande repercussão. Fotos: Olho de Boto

No dia 18 de dezembro, Dário Campos estava no grupo que matou um lavador de carros no Bairro Jardim Felicidade II, zona norte de Macapá. A confusão começou depois que a vítima, que estava de bicicleta, esbarrou sem querer no retrovisor de um táxi. Como ele não foi preso em flagrante, Dário Campos estava respondendo ao processo em liberdade. 

O acusado também é investigado pelo sequestro e assassinato de um professor. O corpo dele foi encontrado dias depois em um ramal às margens da BR-210.

“Também este ano, ele estava no sequestro de uma mulher e na fuga da polícia acabou capotando o carro na Ressaca da Pedreira. Ele alega inocência, e diz que é perseguido pela polícia, mas a PM faz o trabalho dela que é dar cumprimento à ordem judicial”, comentou o sargento Paulo Roger, do BRPM.

Dário Campos também é investigado pelo assassinato de um professor

Dário Campos também é investigado pelo assassinato de um professor, mas diz que é perseguido pela polícia

Compartilhamentos