Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Uma operação para combater uma onda de furtos e roubos em residências no Bairro Jesus de Nazaré, em Macapá, terminou com a morte de um suspeito na madrugada desta quarta-feira, 4. O criminoso morto era acusado de assaltos e de pelo menos um estupro.

Os policiais montaram uma operação de saturação na famosa Ponte do Axé, comunidade de palafitas do Bairro Jesus de Nazaré, a pedido de moradores do bairro amedrontados com os crimes.

Todas as denúncias eram de que roubos e furtos estavam ocorrendo entre 1h e 4h da madrugada. Por volta das 5h, em patrulhamento pela Ponte do Axé, os policiais viram vários elementos armados que fugiram.

Arma apreendida com o acusado após tiroteio. Fotos: Olho de Boto

Arma apreendida com o acusado após tiroteio. Fotos: Olho de Boto

Um deles se dirigiu a uma residência, e da porta fez o primeiro disparo contra a guarnição que conseguiu se proteger. 

“A equipe de imediato concentrou a atenção para onde partiu a agressão, que foi a residência.
Adentrando a residência houve novo confronto, onde ele foi alvejado, e neutralizada a ação dele”, comentou o tenente Jonas, do Grupamento de Intervenção Rápida Ostensiva, (Giro), uma das várias companhias especializadas do Bope.

O suspeito foi socorrido pelos policiais e levado até o Hospital de Emergência de Macapá, onde foi confirmado o óbito.

Tenente Jonas: apoio da sociedade

Tenente Jonas: apoio da sociedade

Os policiais apreenderam um revólver calibre 32 com duas munições deflagradas. A ocorrência foi finalizada na Delegacia de Investigação de Atos Infracionais (Deiai), porque o acusado aparentava ser menor de idade. Até o início da manhã, ele ainda não havia sido identificado, a não ser pelo apelido: “Navalha”.

“Sabemos que esse Navalha é membro dessa quadrilha contumaz em crimes contra o patrimônio, e numa das ações ele chegaram a violentar sexualmente umas das vítimas no interior de uma residência, isso foi amplamente divulgado. São menores de idade que se valem da fragilidade da legislação”, resumiu o tenente.

No Facebook, amigos lamentaram a morte de Navalha.

“Está junto de Deus”, dizia uma postagem.

Amigos lamentaram a morte de Navalha. Foto: Reprodução

Amigos lamentaram a morte de Navalha. Foto: Reprodução

O oficial da PM aproveitou para reforçar a parceria com a sociedade.

“O Bope conta com apoio da população, e isso tem ajudado muito no resultado das nossas operações. Gozamos de um prestígio junto à população, e é importante que continuem confiando na polícia”, finalizou.

Ouça a entrevista do tenente Jonas.

 

Compartilhamentos