Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Fiscais do Instituto de Defesa do Consumidor do Amapá (Procon) interditaram pelo período de 24 horas úteis a agência onde também funciona a Superintendência da Caixa Econômica Federal, na zona sul de Macapá. A ação de fiscalização foi realizada na tarde da segunda-feira, 9.

A agência da Caixa, que fica na Avenida 13 de Setembro, permanecerá fechada até às 13h desta terça-feira, 10. Os  fiscais encontraram duas irregularidades: tempo de espera para atendimento acima do tolerado pela legislação e falta de senhas eletrônicas.

Uma lei municipal diz que o tempo de espera nos bancos em dias normais é de 15 minutos, e de 35 minutos em dias de pagamento do funcionalismo público.

Senhas manuais sem horário de entrada ou saída da agência. Fotos: Procon/Divulgação

Senhas manuais sem horário de entrada ou saída da agência. Fotos: Procon/Divulgação

“Além disso, as senhas que estavam sendo distribuídas são manuais, sem o horário de entrada e saída da agência, o que impede que qualquer reclamação seja feita”, explicou a chefe de Fiscalização do Procon, Lana Silva.

Já na fiscalização feita na agência da Caixa que fica na Avenida Iracema Carvão Nunes, no Centro Comercial, a equipe do Procon não encontrou problemas.

A Caixa Econômica Federal tem 10 dias de prazo para apresentar defesa e escapar de multa, como ocorreu com o Bradesco.

Clientes esperando acima do tolerado pelo atendimento

Clientes esperando acima do tolerado pelo atendimento

 

O banco foi autuado por demora no atendimento e falta de assentos para pessoas com prioridade na agência da Rua Cândido Mendes com a Avenida Padre Júlio Maria Lombaerd, no Centro Comercial.

O Bradesco foi multado em R$ 60 mil, mas ainda poderá recorrer. As fiscalizações continuarão nesta terça-feira, 10

Compartilhamentos