Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A secretária de Administração do Estado (Sead), Suelen Amoras, esclareceu nesta quarta-feira (16) que a folha de pagamento do Estado não chegou a ser invadida pelos hackers que queriam contrair empréstimos em nome de laranjas.

“Na verdade foi uma tentativa de invasão ao sistema de empréstimos consignados. Mas no momento em que a gente detectou foi formalizado um processo e comunicamos a polícia”, diz a secretária.

“Todas as informações que foram necessárias nós repassamos”, acrescentou.

A Polícia Civil afirma que empréstimos chegaram a ser efetivados, e que servidores estavam pagando pelos financiamentos com descontos nos salários. Mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Macapá e Santana na terça-feira (15) pela Delegacia de Fazenda (Defaz), que investiga a quadrilha.

Na casa dos hackers, os policiais apreenderam material de informática que será periciado pela Polícia Técnica (Politec). 

Compartilhamentos