Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A Polícia Militar do Amapá formou mais 392 praças e 35 oficiais, em solenidade na noite desta sexta-feira (22). De acordo com a PM, mais de 3 mil policiais passaram por cursos de aperfeiçoamento nos últimos três anos.

“Esta promoção que hoje comemoramos é, junto à todas as demais medidas tomadas pelo governo em benefício da corporação, uma forma de valorizar e garantir os direitos da classe. A realidade das polícias de outros estados do país é de estagnação em alguns aspectos, e já no nosso Estado, mesmo com todas as dificuldades, estamos avançando em diversas áreas”, considerou.

Segundo a Polícia Militar, outro avanço foi a sanção da lei, em junho deste ano, que garantiu a redistribuição de oficiais e praças do Quadro Especial da PMAP, assegurando a possibilidade de promoção.

Esposa coloca nova patente no uniforme do marido. Fotos: André Rodrigues/Secom

Ainda na análise dos últimos anos, a PM ressaltou que o governo autorizou a revisão da Lei Orgânica da Polícia Militar, e também a dobrar de 150 para 300 o número de sargentos a serem formados.

Na solenidade, o governador Waldez Góes (PDT) lembrou os concursos da Polícia Civil e Polícia Técnica, além do concurso da PM que irá chamar imediatamente 300 aprovados, o que deve reduzir a sobrecarga dos policiais combatentes.

“Todos os investimentos que temos feito na valorização profissional, na formação continuada, nas promoções, nos concursos internos, nos concursos públicos, beneficiam diretamente esses militares e seus familiares, mas sobretudo a sociedade. Crise não significa deixar de fazer. Crise significa repensar a forma de aplicar os recursos públicos e realizar. Assim seguiremos investindo na Defesa Social e nas demais áreas”, garantiu Waldez.

Ele anunciou que em novembro haverá a implantação do Sistema de Rádio Digital Integrado. O sistema vai conectar toda a estrutura de segurança pública do Amapá, incluindo as polícias Federal e Rodoviária Federal.

Compartilhamentos