Aliança entre Randolfe e Davi pode ter chegado ao fim

União política entre os senadores atravessou várias eleições no Amapá. O portal SelesNafes.com confirmou o fim da aliança com fontes ligadas do senador Randolfe Rodrigues.
Compartilhamentos

Da REDAÇÃO

Pode ter chegado ao fim a união política entre os senadores amapaenses Randolfe Rodrigues (Rede), líder da oposição ao presidente Bolsonaro, e Davi Alcolumbre (DEM), presidente do Senado. A informação sobre o possível fim da duradoura aliança foi dada nesta quinta-feira (19) pelo site Congresso em Foco e confirmada pelo portal SelesNafes.com com fontes ligadas do senador Randolfe Rodrigues.

Nos bastidores de Brasília os comentários, segundo as fontes do Portal SN, é que o Randolfe estaria “insatisfeito” com alguns posicionamentos de Davi, que estariam se aproximando da “velha política”.

O estopim para o fim do casamento político teria sido a votação, na noite de quarta-feira (18), na qual o Senado rejeitou a recondução de dois procuradores ligados à Lava Jato ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).

Logo depois do resultado da votação, o líder da oposição admitiu a decepção com as últimas decisões do presidente do Senado. Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Alguns senadores chegaram a afirmar que se tratava de uma retaliação ao trabalho de combate à corrupção do Ministério Público, articulada por Renan Calheiros (MDB-AL) e com aval de Alcolumbre.

“Esta foi uma ação combinada. Uma retaliação pura, vil e baixa. O retorno da velha guarda do Senado”, reclamou Randolfe.

Logo depois do resultado da votação, o líder da oposição admitiu a decepção com as últimas decisões do presidente do Senado.

“Saio particularmente decepcionado, porque isso terá reflexo no meu estado, porque a gente tinha uma aliança. Tinha uma aliança política. Eu fico decepcionado porque participei da eleição do presidente para mudar práticas, mudar comportamentos. Achava que havíamos superado o tempo em que o Senado, sob comando de alguns, funcionava como um espaço de vindita privada, de retaliação. Acho lamentável e triste”, desabafou o senador da Rede.

A relação entre os dois já vinha estremecida desde a pré-candidatura do suplente de Davi, Josiel Alcolumbre, à prefeitura de Macapá, em 2020. A Rede contava com o apoio do presidente Davi para indicar um candidato à corrida pela capital amapaense.

 

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.
error: Conteúdo Protegido!!