Compartilhamentos

Na manhã desta sexta-feira, 9, a professora Marineide da Silva Lopes (foto acima), de 42 anos, foi atingida por dois tiros no peito disparados pela também professora Aurivânia Neves da Silva. A tentativa de homicídio ocorreu na recém inaugurada Casa do Professor, no centro de Macapá, e teria motivos passionais.

Testemunhas contaram à polícia que Aurivânia tinha ciúmes do seu ex-marido, Valcinei, que hoje vive com Marineide. A vítima, que já tinha feito dois boletins de ocorrência contra Aurivânia, está internada no Hospital de Emergência e o estado de saúde dela é grave. Ela vai passar ainda hoje por cirurgia para a retirada de uma das balas que ainda está alojada no peito dela.

Crime ocorreu na Casa do Professor, por volta das 11 horas.

Crime ocorreu na Casa do Professor, por volta das 11 horas.

De acordo com o filho da vitima, Antônio Fernandes da Costa Neto, de 31 anos, Aurivânia já tinha ameaçado Marineide várias vezes. “Ela já tinha feito várias ameaças à minha mãe. Mas ela estava sempre tentando resolver por meios legais. Quando foi hoje, fomos surpreendidos com Aurivânia entrando na Casa do Professor e tentando matar minha mãe disparando vários a queima roupa”, declarou.

Segundo testemunhas, Marineide Lopes estava na fila de atendimento na Casa do Professor quando foi surpreendida com os tiros. Teriam sido pelo menos quatro disparos. “Estávamos na fila, quando essa mulher chegou correndo disparou e saiu correndo. Eu ainda fui atrás, mas ela entrou rápido em um carro preto que estava esperando”, contou à testemunha que preferiu não ser identificada.

Antonio Neto, filho da vítima, disse que a mãe já tinha registro ocorrência policiais várias vezes contra a agressora por ciúmes

Antonio Neto, filho da vítima, disse que a mãe já tinha registro ocorrência policiais várias vezes contra a agressora por ciúmes

Marineide Lopes tem 42 anos e é professora do modulo na área rural de Macapá. Já a agressora, Aurivânia Neves da Silva, também é professora em uma escola no bairro Zerão. Ela está foragida.

 

 

Compartilhamentos