Compartilhamentos

No dia 8 de junho, enquanto muitos amargavam a derrota da Seleção Brasileira para a Alemanha na Copa do Mundo, uma amapaense recebia uma notícia que iria mudar a vida dela. Jamyly Monard, de 22 anos, moradora do Conjunto Cabralzinho, Zona Oeste de Macapá, recebeu um telefonema da organização do reality show de culinária Master Chef, uma franquia de sucesso mundial, que acontece pela primeira vez no Brasil.

O telefonema era uma resposta à inscrição feita pela amapaense no início de junho, depois de ver o anúncio em uma revista falando sobre a realização do reality. Então, resolveu tentar a sorte e enviar a sua inscrição. “Foi a irmã, Jackeline, que viu o anúncio, e por saber que Jamyly sempre quis enveredar pelo caminho da culinária, deu o maior apoio para que ela se inscreve-se no programa”, contou a mãe da amapaense, Nelma Pereira.

Com o anseio de participar do programa, as irmãs montaram a ficha de inscrição que deveria ser acompanhada de  um vídeo de 10 minutos no qual Jamyly deveria aparecer preparando algum prato típico de nossa cidade. Então, ela resolveu preparar um tradicional peixe do norte do Brasil: “O filho da terra.”  Um filhote com  redução de tucupi e jambu. “Com tudo pronto, elas enviaram o vídeo para produção do programa, que escolheria 500 pessoas, entre mais de 5 mil inscrições, para a primeira seletiva, que uma era em uma feira de gastronomia em São Paulo”, contou o pai de Jamyly, João Guilherme Monard.

família

Família de Jamyly: Nelma Pereira, o neto Guilherme, João Guilherme Monard e o irmão Janderson Guilherme e a filha Natasha

Mas o telefonema de seleção era apenas a primeira etapa da trajetória da amapaense que, sem recurso algum, teria que estar em São Paulo para participar da primeira seletiva. A família se mobilizou em busca de ajuda financeira para a viagem. Foi então que parentes e amigos conseguiram o dinheiro da passagem e para uma pequena estadia na capital paulista. Um investimento que surtiu efeito, pois Jamyly foi uma das selecionadas para a segunda etapa, com cerca de 50 pessoas de diferentes partes do Brasil.

Depois da primeira seletiva, a jovem iria enfrentar a pior fase diante de três chefes de cozinha renomados (Henrique Fogaça, Erick Jacquin e Paolla Carosella), que são os avaliadores do Master Chef Brasil. “A segunda etapa foi ainda mais difícil, pois Jamyly teria que apresentar o prato do filhote mais uma vez, porém não tem filhote em São Paulo. Tivemos que correr, pois ela tinha um dia e meio para conseguir o material necessário para apresentar o prato”, contou João Guilherme.

Mais uma vez a família se uniu para conseguir comprar todo o material necessário e enviar por via expressa até São Paulo. João Guilherme brinca dizendo que a pequena porção que Jamyly fez para apresentar aos jurados custou cerca de R$ 200. No final, tudo deu certo e a amapaense conseguiu avançar para mais uma etapa do reality ao lado de 23 concorrentes.

jamyly e o Gui

Jamyly Monard e o sobrinho Guilherme (Gui)

Na quarta seletiva, os 23 aprovados tinham que surpreender os chefes avaliadores com uma receita feita com apenas um ovo. “Essa com certeza foi a etapa que mais surpreendeu a família aqui em casa, pois ninguém sabia que um prato do dia-a-dia, feito por Jamyly ao sobrinho de 4 anos, Guilherme, filho da Janaina, carimbaria o passaporte para minha filha estar entre 16 chefes no Master Chef Brasil”, acrescentou Nelma.

Para conseguir a vaga final no programa Jamyly apresentou o “Sanduiche à Moda do Gui”, um prato simples que garantiu o passaporte para a casa do Master Chef Brasil. Agora Jamyly Monard é uma entre 16 participantes, atrás do prêmio principal do programa, uma bolsa de estudos na melhor escola de culinária da França, a Le Cordon Bleu, em Paris, além de um prêmio de R$ 150 mil.

O programa, segundo Jamyly, é parte de seu sonho para conseguir uma formação em gastronomia, um sonho que foi interrompido no primeiro semestre de 2014, quando a família dela não conseguiu mantê-la em São Paulo para concluir os estudos. “Tinha conseguido uma vaga em uma faculdade em São Paulo para o curso de gastronomia, porém a mensalidade era de R$ 1.600, um valor que não podia arcar. Por conta disso os meus planos eram fazer o Enem 2014, e conseguir ou uma bolsa de estudo junto ao Prouni ou um financiamento através do Fies, para voltar a estudar em São Paulo fazendo o que eu gosto”, disse Jamyly.

Agora a torcida pela amapaense pode aumentar, pois na próxima terça-feira, 16, às 22h45, na Rede Bandeirantes de Televisão, acontecerá a primeira prova dentro da casa do Master Chef Brasil.

MASTER CHEF

master chef 2

MasterChef é uma franquia televisiva de competição de culinária criada por Franc Roddam, que se originou com a versão do Reino Unido em julho de 1990. O formato foi relançado e atualizado pela BBC em fevereiro de 2005 pelos produtores executivos suíços Franc Roddam e John Silver e pelo produtor da série Karen Ross.

O formato do programa foi exportado em todo o mundo sob o mesmo logotipo MasterChef, e agora é produzido em mais de 40 países e vai ao ar em pelo menos 200 territórios.

Fotos: Arquivo Pessoal

Compartilhamentos