Compartilhamentos

A Rodovia Juscelino Kubitschek, conhecida como a nova “Rodovia da Morte” (título que antes era da AP-70) fez mais uma vítima nessa madrugada, 20. Um motorista que trafegava no sentido Santana/Macapá perdeu o controle do carro ao passar em alta velocidade pela rotatória do Conjunto da Embrapa, por volta das 5 horas da manhã. O veículo foi parar na pista oposta, no sentido Macapá/Santana. O carro capotou com 6 passageiros.

Jetta foi parar na pista contrária: alta velocidade na rotatória

Jetta foi parar na pista contrária: alta velocidade na rotatória. Foto: Anderson Calandrini

Uma testemunha, que prestou depoimento ao Batalhão de Policiamento Rodoviário da PM, afirmou que o carro vinha em uma velocidade elevada e que por isso teria perdido o controle ao fazer a manobra na rotatória. No carro estava o enteado do desembargador Mário Gurtyev, Tiago Gomes de Melo, de 29 anos, que bateu forte com a cabeça, foi evado para o Hospital de Emergência, mas morreu logo após dar entrada. Os outros ocupantes eram: Ediene Pinheiro Costa, Elenice da Silva Sousa, Raylana Pinheiro da Costa, Gabriel Guedes Gato, e Cristof Serrano Gato. Todos tiveram apenas ferimentos leves e estão em observação no HE.

Garrafa que, segundo a BRPE, estava dentro do carro

Garrafa que, segundo a BRPE, estava dentro do carro

Segundo os dados do BPRE, a JK é a mais perigosa entre as rodovias estaduais. No ano passado foram 255 acidentes. Este ano, até outubro, já eram 259. “Um dos motivos do número elevado de acidentes é a ligação que a rodovia faz entre os municípios de Santana e Macapá, pois muitas pessoas a usam para chegar a casas noturnas localizadas entre as duas cidades. E os abusos contribuem para os acidentes”, contou o comandante da BPRE, capitão Rondineli Marques.

No caso ocorrido nessa madrugada, o grupo vinha de uma casa noturna na Fazendinha. Dentro do veículo os policiais encontraram uma garrafa de vodka.

 

Compartilhamentos