Compartilhamentos

Na manhã desta quinta-feira, 04, na Baixada Pará, a Polícia Civil prendeu Anderson Lobato Gonçalves, de 23 anos, com aproximadamente 500 gramas de maconha distribuídas em papelotes. Ele estava sendo investigado por assalto a um cursinho pré-vestibular, de onde teria levado R$ 20 mil, no dia 6 de novembro passado. O acusado já possui passagem pela polícia por porte ilegal de arma e assalto. Ele cumpria pena em regime aberto por roubo.

Delegado Paulo Reyner: assaltos ligados ao tráfico

Delegado Paulo Reyner: assaltos ligados ao tráfico

Anderson é acusado de assaltos e tráfico de drogas

Anderson é acusado de assaltos e tráfico de drogas

Segundo a Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), Anderson e mais dois comparsas invadiram a casa do empresário e renderam ele e a esposa quando abriam o portão da garagem. A polícia conseguiu identificar Anderson e outro parceiro dele por meio de câmeras de segurança. “Após um mês de investigação conseguimos prendê-lo. Agora, ele também responderá por tráfico de drogas. Com isso, confirmamos a tese que o dinheiro de assaltos e roubos é usado para fortalecer o tráfico de drogas na cidade”, destacou o delegado da DCCP, Paulo Reyner.

Dos dois assaltantes identificados, apenas Anderson foi preso. Ainda nesta quinta-feira ele será encaminhado para o Instituto de Administração Penitenciário do Amapá (Iapen). Segundo o delegado Reyner, é possível que o Anderson esteja envolvido em outros assaltos na Zona Sul de Macapá.

Compartilhamentos