Compartilhamentos

O furto de cabos de fibra ótica e de fios de alta tensão (por causa do cobre), apesar de arriscado, virou um crime comum em Macapá. Policiais do Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE) prenderam, em flagrante, dois homens acusados de furtar cabos de fibra instalados por uma empresa provedora de internet. Eles já havia retirado mais de 20 metros  de cabo que seria vendido em “sucatões”.

cabos presos

Os dois já tinham passagem pelo Iapen pelo crime de furto. Fotos: :Dicom/BPRE

A apreensão na “Terça-Feira Gorda”, mas só hoje as imagens foram divulgadas pelo batalhão. A equipe estava passando por acaso pela Rua Stephan Houat, próximo ao Centro Comercial de Macapá, quando foram alertados por moradores de que havia dois homens suspeitos recolhendo fibra ótica da OI.  

A equipe pegou os acusados de surpresa, e não tiveram chance de fugir. Dênis Cláudio Sousa Rocha, de 29 anos, e Walter Jose Francalino Filho, de 37 anos, já tinham passagem pelo Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) pelo crime de furto. Eles já voltaram para lá.  

O furto de cabos telefônicos, de fibra ótica e até de fios de alta tensão são comuns em Macapá. Empresa de Macapá gastam muito com a reposição de cabos furtados, especialmente de fibra ótica. No ano passado, um homem morreu eletrocutado ao tentar furtar fios de alta tensão no Bairro Zerão.  

Compartilhamentos