Compartilhe

Por Ewerton Gomes, do Rotor Geek /

Não seria ótimo poder estudar para o vestibular ou até mesmo para uma prova de especialização de história assistindo seriados sem se sentir culpado? Algumas séries conseguem colocar em seus roteiros fatos históricos ou misturam com ficção se tornando uma ferramenta que pode nos ajudar a entender uma época em que morar atrás das enormes muralhas de um castelo não era sinônimo de segurança.  (Só não vale acreditar em tudo o que essas séries mostram e usar na prova de história, ok?)

Vikings

series 5

Ragnar Lothbrok, traduzido como “calças-peludas”, foi um pesadelo vivo para a França e Inglaterra. É atribuída a ele uma descendência direta de Odin, o que seria capaz de explicar seus grandes feitos. Dotado com um raciocínio crítico, Ragnar preferia atacar as cidades cristãs nos dias de maior festejo, assim encontraria a população dentro da Igreja e despreparada para um ataque relâmpago. O que é bem engenhoso!

Roma

series 2

Roma reproduz com incrível fidelidade histórica e impressionante realismo os costumes da época e os estrondosos anos de 52 a.C a 44 a.C, período que abrange o nascimento do Império Romano e a ascensão e queda de Júlio César. O peculiar é que a história é contada sob o ponto de vista de dois legionários, Lúcio Voreno e Titos Pulo e suas ações e caminhos trilhados parecem influenciar na roda do destino do Imperador.

The Tudors

Whitechapel

Henrique VIII rompeu com a Igreja Católica, se separou da sua primeira esposa e fundou sua própria igreja (anglicana) para fortalecer seu segundo matrimônio. Algo inimaginável para a época. Para quem gosta de política lenta, conflitos religiosos e reforma religiosa na Europa, essa é uma boa. E para quem pensa que ele parou na segunda esposa, está muito enganado.

The Borgias

Aidan Alexander as Joffre Borgia, David Oakes as Juan Borgia Joanne Whalley as Vanozza dei Cattanei, Jeremy Irons as Rodrigo Borgia, Lotte Verbeek as Guilia Farnese, Francois Arnaud as Cesare Borgia, and Holliday Grainger as Lucrezia Borgia in The Borgias _ Photo: Mark Seliger/SHOWTIME_ Photo ID: TheBorgias_gal_PR09_AltarHORIZ

Por falar em religião, os Borgias foram uma dinastia poderosa, da época do renascimento que se estabeleceu na Itália. Rodrigo Bórgia foi o Papa Alexandre VI, que através de suborno e artifícios nada milagrosos manteve sua posição na Igreja. O governo dessa família da pesada é marcado pela corrupção e pela acusação de crimes incluindo, simonia, adultério, roubo, incesto, assassinato e especialmente envenenamento.

Game of Thrones

game

Game of Thrones é uma série de fantasia baseada nas Crônicas de Gelo e Fogo. Trata-se de um cenário de fantasia, em que um mundo que só pode ter uma inclinação no seu eixo de rotação para ser possível tamanha variação nas estações. Porém, mesmo assim, o seriado pode ajudar a entender mais ou menos como funcionavam as coisas na Idade Média Européia.

jon

Apesar de a religiosidade de Westeros ser diferente da Europa, apresentando vários deuses ao invés de um só, em Game of Thrones você pode ver mais ou menos como funcionava o  sistema feudal, a formação de alianças entre reinos e a relação de vassalagem.

Ah, há muitas cenas de ação, sexo e violência, com excelente produção, efeitos e figurino. O último episódio da 5ª temporada saiu no domingo! Para quem não viu, só resta aguardar as reprises no canal HBO. Até o próximo Rotor!

Compartilhe