Compartilhamentos

O Trapiche Eliezer Levy está fechado para visitação por conta das obras de reforma. O serviço foi definida depois uma inspeção realizada no local por técnicos da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf), Corpo de Bombeiros e pela Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa do Amapá (Alap), em abril deste ano. A execução dos serviços está orçada em R$ 1 milhão, e a obra deve ser entregue à população dentro de três meses.

Toda a estrutura de madeira está sendo substituída. Além disso, o projeto prevê a manutenção da estrutura de ferro, rede elétrica e iluminação, além, é claro, do bondinho. Segundo o titular da Seinf, André Rocha, a licitação para a reforma do trapiche ocorreu em caráter emergencial, devido à situação de abandono e o risco de acidentes aos visitantes.

A estrutura de madeira está sendo substituída e a rede elétrica recuperada. Fotos: Agência Amapá

A estrutura de madeira está sendo substituída e a rede elétrica recuperada. Fotos: Agência Amapá

“Esse ponto turístico não passava por reforma desde 2010. O Corpo de Bombeiros condenou a estrutura do trapiche e o laudo emitido pela própria Seinf também reforça a deterioração do espaço. O trabalho que estamos realizando vai trazer mais segurança e conforto ao visitante”, declarou.

Compartilhamentos