Compartilhamentos

Na manhã desta quarta-feira, 19, 46 policiais federais cumpriram 11 mandados de busca e apreensão em estabelecimentos comerciais de Macapá e Santana. A Operação Nocivos combate a comercialização de cigarros contrabandeados do Suriname.

Até o fim da manhã, 8 pessoas tinham sido presas em flagrante. Além dos cigarros, foram apreendidos remédios controlados, 1 revólver calibre 32 e munições de calibres variados, e ainda bebidas também sem a comprovação de recolhimento de impostos.

Cigarros recolhidos em mercantil: Foto: Divulgação PF

Cigarros recolhidos em mercantil: Foto: Divulgação PF

“Os comerciantes que guardam, vendem ou expõem a venda tais produtos estão sujeitos às penas do crime de contrabando (Art. 334-A, §1º, inciso IV), correspondente a reclusão de dois a cinco anos, independentemente da quantidade de mercadoria com eles encontrada”, informou a PF em nota.

A Polícia Federal lembrou ainda que em agosto do ano passado deflagrou a Operação “Dois Dedos”, uma outra iniciativa para desarticular uma quadrilha que também trazia cigarros estrangeiros contrabandeados do Suriname.

Medicamentos controlados também foram encontrados

Produtos são do Suriname

“Contudo, apesar da ação policial, verificou-se que os vários comerciantes locais se mantiveram vendendo a mercadoria proibida em seus estabelecimentos”, continuou a PF em informe à imprensa.

Medicamentos controlados também foram encontrados

Medicamentos controlados também foram encontrados

A PF ressaltou ainda que o Brasil deixou de arrecadar cerca de R$ 4,5 bilhões em 2014 com o contrabando de cigarros.

Compartilhamentos