Compartilhamentos

Elcio Barbosa –

O Santos saiu na frente na disputa de duas partidas contra o Independente na semifinal do Campeonato Estadual. No primeiro jogo da semifinal do Amapazão, o “Peixe” venceu o “Carcará” da Vila Maia por 2 a 0. Marcaram os gols: Gilson Tussi e Dedé. O próximo compromisso entre as duas equipes será na quarta-feira, 16, às 20h30min, no Zerão.

O time alvinegro não tomou conhecimento do esmeraldino e venceu o primeiro jogo da semifinal por placar de 2 a 0. O resultado quebra a invencibilidade do time santanense de sete jogos.

Capitães dos times: rivalidade

Capitães dos times: rivalidade

A primeira etapa do confronto foi bastante movimentada, tanto para o Santos quanto para o Carcará, e mesmo assim, as redes não balançaram no primeiro tempo.

Na segunda etapa foi diferente. O primeiro gol do Peixe saiu aos 7 minutos após o cruzamento na área do Independente. No bate rebate a bola sobrou para Gilson Tussi. 1 a 0.

Com o gol sofrido, o Independente não se intimidou e foi para cima do “Peixe da Amazônia”, mas o goleiro santista Rafael Dal Ri estava em noite inspirada e fez boas defesas. O time santanense perdeu o equilíbrio, e sofreu duas baixas na equipe. O zagueiro Mico e o atacante Riquelme foram expulsos.

Gilson Tussi disse que agora o foco é na segunda partida

Gilson Tussi disse que agora o foco é na segunda partida

Com dois a mais no jogo, o Santos manteve a tranquilidade para trabalhar a bola e ampliar o marcador. Aos 36 minutos, após o cruzamento na área, Sandro dominou e lançou na cabeça de Dedé. Placar final, 2 a 0 para o Peixe.

 “Nós precisamos levantar a cabeça por que nada está perdido. Eles ganharam só o primeiro jogo. Vamos em busca da classificação na segunda partida”, disse o atacante santanense Armando.

 “Temos que ir agora em busca de mais outro resultado positivo. Vencemos a primeira e vamos nos preparar para a segunda partida”, adiantou Gilson Tussi.

O técnico e presidente de honra do Santos, Luciano Marba está se recuperando de uma cirurgia. Ele foi substituído pelo auxiliar Otávio Caldeiras Afonso Neto, o “Pretão”.

Oficialmente, 1.631 pessoas prestigiaram a partida no meio do Mundo, mas o público era bem maior.

Compartilhamentos