Compartilhamentos

Macapá registrou nesta quarta-feira, 30, por volta das 14 horas, temperatura de 35 graus e sensação térmica de 43 graus. Foi um dos dias mais quentes do ano, segundo o Núcleo de Meteorologia do Iepa, que já havia previsto que o mês de setembro seria de muito calor e ar seco. As temperaturas tendem a aumentar ainda mais no mês de outubro, que segundo os meteorologistas, será o mais quente do ano.

Nesse calorão, as pessoas fazem de tudo para se proteger. Guarda-sol, protetor solar e muita água são os ingredientes para enfrentar tamanha quentura. No mês de outubro, os especialistas acreditam que a temperatura pode chegar até aos 37 graus, como ocorreu em 2010.

Além do guarda-sol, as pessoas porcuram uma sobra para caminhar. Fotos: André Silva

Além do guarda-sol, as pessoas procuram uma sobra para caminhar. Fotos: André Silva

Quem mais sofre com todo esse calor são as crianças e os idosos, por conta da desidratação. Os idosos podem passar mal sem mesmo fazer qualquer esforço, se estiverem em ambientes  extremamente quentes.

Aline Mainarde, dona de casa, mãe da Eduarda, de sete meses, diz que a filha chega a tomar até quatro banhos por dia. “Ela fica muito agoniada com o calor. Por isso eu dou vários banhos e muita água para ela beber”, contou.

Fernanda

Eduarda, de sete meses, toma vários banhos por dia para suportar o calor

“Eu só saio de casa quando há necessidade mesmo. Uso protetor solar e guarda-sol, sem isso eu nem ponho o pé para fora de casa”, afirmou a costureira Edna Costa, de 47 anos.

Os estudantes Caio Moreira, 17 anos, e Antoni Torres, 16 anos, têm uma teoria sobre essa onda de calor. “As árvores são de grande importância para a troca de gases que amenizam o efeito estufa. O desmatamento acelerado da Amazônia é o principal fator para o aumento da temperatura. Usamos guarda-sol porque senão a gente queima”.

costureira

Edna Costa, costureira: não saio de casa sem o guarda-sol

O gerente do Núcleo de Meteorologia do Iepa, Jefferson Vilhena, explicou que 2015 ainda não é o ano mais quente. “O pico máximo registrado no Estado ocorreu em 2010, com temperaturas que chegaram até 37 graus”.  

 

Compartilhamentos