Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Um criminoso que ganhou da Justiça o privilégio de cumprir o restante da pena em prisão domiciliar estava aproveitando o benefício para continuar cometendo crimes. Nesta segunda-feira, 18, ele ultrapassou todos os limites ao ferir uma vítima durante um assalto. A arma usada por ele foi um terçado.

O crime ocorreu por volta das 5h30min da manhã, no Bairro Perpétuo Socorro, na Zona Leste de Macapá. A vítima, Anderson Campos Jinkigns, de 35 anos, foi levada para o Hospital de Emergência com ferimentos sérios nas pernas, braços e costas, mas não corre risco de morte.

Segundo o Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM), a vítima foi abordada na rua por Antônio Marcos da Costa Almeida, de 26 anos, que foi bastante violento. Ele estava interessado nas roupas e no tênis de Anderson. Mesmo depois de ter entregue os pertences, Anderson foi golpeado várias vezes. De cueca e sangrando, ele conseguiu fugir e chamar ajuda.

Anderson encontrou uma viatura do BRPM  que patrulhava o local e chamou por socorro. Em diligência, os policiais avistaram rapidamente o elemento que ainda tentou fugir, mas foi alcançado.

Já preso, Antônio levou os policiais até uma residência onde havia escondido o que roubou da vítima, uma calça jeans, uma camiseta e um tênis Adidas.

Na consulta ao sistema do Centro Integrado de Operações em Defesa Social (Ciodes), os policiais descobriram que Antônio tinha recebido do benefício da prisão domiciliar por determinação da Vara de Execuções Penais. Ele já voltou para o Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen).

Compartilhamentos