Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

Os acadêmicos da Universidade Federal do Amapá (Unifap) que ocuparam o prédio da reitoria no início da tarde de terça-feira, 26, passaram a noite na instituição. Eles dizem que não vão desocupar o prédio até que a reitoria faça as melhorias que o campus  necessita. Os estudantes reclamam de obras paradas, falta de água em todos os blocos e restaurante. A reitoria disse que a Universidade está sem dinheiro. 

Os estudantes dizem que já reuniram várias vezes com a reitoria e nada foi resolvido. Eles armaram barracas e ocuparam os corredores. Os acadêmicos reclamam da falta de estrutura e da comida que o Restaurante Universitário serve atualmente.

Os estudantes armaram barracas dentro do prédio. Fotos: André Silva

Os estudantes armaram barracas dentro do prédio. Fotos: André Silva

“Vários cursos estão funcionando em salas improvisadas. Água é um artigo raro por aqui. Estamos enfrentando esses problemas há mais de um mês”, reclamou o acadêmico de historia “, Elton Sousa. 

A reitora da Unifap, Eliane Superti, disse que os alunos têm todo direito de protestar e que reconhece os problemas. Ela enfatizou que a instituição terá que trabalhar este ano com o orçamento de 2014, que foi de R$ 28 milhões, sendo que  a universidade precisa de R$ 120 milhões.

Muitos estudantes passaram a noite no prédio ocupado desde a tarde de terça-feira, 26

Muitos estudantes passaram a noite no prédio ocupado desde a tarde de terça-feira, 26

“A falta de água é um problema de toda a comunidade do bairro onde fica a universidade.  A Caesa é quem fornece a água. Nós temos um poço, mas a água está com um nível muito alto de ferro e não vamos arriscar o consumo. Quanto às obras, só temos certeza, por enquanto, que os blocos da saúde serão entregues em março deste ano”, afirmou a reitora.

Compartilhamentos