Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Uma equipe do Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM) prendeu um comerciante  que seria dono de uma loja de placas de carro. Ele estava de posse de um veículo roubado.

O carro, um Gol, foi levado em dezembro passado da porta de uma faculdade no centro de Macapá.

“Eu estava fazendo uma prova, e quando saí, por volta das 22h, o veículo não estava mais”, lembra o proprietário do veículo, Alex Raimundo.

Nas semanas seguintes, a vítima passou a ver um carro parecido em frente a uma loja de placas automotivas na Rua Jovino Dinoá, no Bairro do Trem.

Policiais do BRPM analisam características do carro. Fotos: Olho de Boto

Policiais do BRPM analisam características do carro. Fotos: Olho de Boto

“Eu vi esse carro várias vezes e achei parecido, mas nunca decidi parar para ver. Hoje cheguei perto do veículo e olhei bem o carro. É o meu. Vi por várias características como partes amassadas e o painel”, explicou a vítima.

Alex Raimundo chamou a Polícia Militar. Uma equipe do BRPM confirmou que o carro foi adulterado. As placas foram trocadas e até a cor do carro foi alterada.

Placas foram apreendidas na loja e o possível proprietário do estabelecimento (ele diz que é funcionário, mas a PM acha que é dono) foi conduzido para o Ciosp do Pacoval. Ele disse que comprou o carro já com as características atuais.

Placa falsa tinha um lacre que não pertence ao veículo

Placa falsa tinha um lacre que não pertence ao veículo

“Quando comprei ele já estava assim desse jeito. Eu fiz uma consulta e só o que tinha de irregularidade era um débito de pouco mais de R$ 400. Comprei o veículo por R$ 3,5 mil”, informou Jeferson Araújo, 37 anos, que se diz apenas funcionário da loja.

Questionado sobre o vendedor do carro, o acusado alegou conhecê-lo “apenas de vista” e informou que adquiriu o veículo há apenas pouco mais de um mês. Os policiais constataram que o carro foi adulterado principalmente por causa de uma etiqueta que pertence a outro veículo fabricado em 2003. O Gol roubado foi fabricado em 2006. 

Compartilhamentos