Compartilhamentos

OLHO DE BOTO

Três homens foram presos na noite deste domingo, 3, por uma equipe do grupo de Rondas Táticas Motorizadas (Rotam) do Batalhão de Operações Especiais (Bope) depois de assaltar um taxista. Ele foi abandonado amarrado em um ramal no Jardim Felicidade, na Zona Norte de Macapá, mas conseguiu andar até a Rodovia AP-70 onde foi socorrido por uma viatura do Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE).

O assalto aconteceu por volta das 21h. O taxista apanhou os falsos passageiros na rotatória da Rua Hildemar Maia, no Bairro do Muca. Eles disseram que queriam ir até a praça que fica no início da Rodovia AP-70, no Jardim Felicidade.

Elielton Renan dos Reis, 23 anos, Tiago Ferreira Meireles, de 18 anos, e um menor de 17 anos. Fotos: Olho de Boto

Elielton Renan dos Reis, 23 anos, Tiago Ferreira Meireles, de 18 anos, e um menor de 17 anos. Fotos: Olho de Boto

Mas, ao chegar ao local, eles mandaram o taxista seguir em frente pela rodovia, e depois de alguns minutos determinaram que o motorista entrasse em um ramal, já com a arma apontada para a cabeça dele.

O taxista trabalha há 3 anos no carro que pertence ao pai. Foi a primeira vez que ele foi assaltado.

“Eu disse que eu não ia reagir. Eles disseram que queriam o carro pra assaltar e que iam deixar o veículo no Gruta (balneário do Bairro Zerão) às 4h. Eu disse que sou evangélico, e um deles respondeu que todos ali eram filhos de Deus”, lembrou a vítima.

Arma caseira calibre 20 com 2 canos: alto poder de destruição.

Arma caseira calibre 20 com 2 canos: alto poder de destruição

O taxista não sofreu agressões. Ele teve apenas as mãos amarradas com um pano, e como as pernas ficaram livres não foi difícil se levantar e caminhar até a rodovia onde passava naquele momento uma viatura do BPRE.

O Bope foi avisado, e uma viatura da Rotam seguiu em direção à Rua Vereador Júlio Pinto Pereira, ainda no Bairro Jardim Felicidade, onde se deparou com o táxi, um Prisma branco, onde estavam três homens.

Táxi levado pelos assaltantes seria abandonado depois no Gruta

Táxi levado pelos assaltantes seria abandonado depois no Gruta

“Não esboçaram nenhuma reação, por isso tiveram respeitada a integridade física. Disseram que iam pra uma festa no carro do cidadão, mas a gente desconfia que eles iam cometer algum roubo”, comentou o tenente Cecílio, do Bope.

Com os acusados foram encontrados o celular da vítima, uma pequena quantia que seria do taxista, e uma arma caseira calibre 20 com 2 canos.

Eles foram identificados como Elielton Renan dos Reis, 23 anos, Tiago Ferreira Meireles, de 18 anos, e um menor de 17 anos. Os criminosos foram apresentados no Ciosp do Pacoval onde foram reconhecidos pela vítima. 

Compartilhamentos