Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A crise de arrecadação do Estado acertou em cheio os Poderes. Judiciário e o Legislativo, além do Ministério Público e o Tribunal de Contas (TCE), receberam o duodécimo de março parcelado. Só nesta quinta-feira, 7, receberam a segunda parcela.

O Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP) vinha recebendo em parcelas o duodécimo desde outubro de 2015. Em março todos os Poderes entraram no mesmo ritmo. Na Assembleia Legislativa, a primeira parcela foi o suficiente para pagar pouco mais de 390 servidores efetivos, além dos deputados e os gabinetes parlamentares.

Não houve dinheiro para a verba de gabinete e para os salários dos servidores da presidência. Os fornecedores também não receberam. A expectativa é de que até esta sexta-feira, 8, o restante do pagamento seja feito.

O duodécimo da Assembleia é da R$ 16 milhões. No dia 21 o governo do Estado repassou R$ 8 milhões. 

Compartilhamentos