Compartilhamentos

SELES NAFES

A Vigilância em Saúde do Amapá acompanha o caso de um médico cubano que está internado em estado grave no Hospital de Clínicas Alberto Lima, em Macapá. Há uma forte suspeita de que ele esteja com o vírus H1N1, mas existem outras possibilidades.

“O paciente tem grave dificuldade de respirar. Por enquanto é apenas uma suspeita. É um sintoma do H1N1, mas também pode ser uma influenza A ou B. A gente trata como H1N1 porque o vírus está circulando no país de uma forma mais grave”, diz o coordenador da Vigilância em Saúde do Amapá, Clóvis Miranda.

Segundo ele, apenas exames do Instituto Evandro Chagas, em Belém, poderão ou não confirmar a suspeita. O coordenador não soube precisar quando o resultado estará pronto.

Abel Ernesto Toledo, de 42 anos, teria chegado a apenas uma semana de Cuba. A direção do Hospital Alberto Lima ainda não se pronunciou a respeito do assunto e nem divulgou boletim sobre o estado de saúde do médico. 

Compartilhamentos