Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

Mesmo debaixo de chuva, os servidores da Coordenadoria Estadual de Vigilância em Saúde do Amapá (CVS) fizeram um ato público durante paralisação de advertência na manhã desta quarta-feira, 4.

Eles fizeram um ‘apitaço’ em frente ao prédio da coordenadoria no Bairro Santa Rita, Zona Central de Macapá. A categoria cobra reajuste salarial, melhores condições de trabalho, o retorno da Gratificação de Atividade em Saúde (GAS) e o recebimento de diárias.

Categoria diz que quer retomar diálogo com o governo. Fotos: Leonardo Melo

Categoria diz que quer retomar diálogo com o governo. Fotos: Leonardo Melo

Segundo informou o servidor e representante da comissão que organizou o ato, Ulisses Guimarães, as diárias são referentes a viagens fora do município. Já a GAS deixou de ser paga após parecer da Procuradoria Geral do Estado (PGE).

“É uma paralisação de advertência. Estamos sem reajuste salarial há um ano. Nós precisamos retomar o diálogo com o governo. Só queremos receber o que é nosso de direito”, desabafou o servidor.

Atendimento foi suspenso por um dia

Atendimento foi suspenso por um dia

A categoria também é contra o parcelamento e a PEC que muda a data de pagamento dos salários do funcionalismo para o 8 dia útil. A proposta deverá ser lida mais uma vez na Assembleia Legislativa nesta quarta-feira, 4, antes de seguir para a Comissão de Constituição e Justiça da ALAP.

Compartilhamentos