Compartilhamentos

SELES NAFES

A ex-vice-governadora do Amapá, Dora Nascimento, esteve esta semana em Brasília para uma reunião com a Executiva Nacional do Partido Trabalhadores. A legenda manteve a decisão de ter candidatura própria em Macapá à prefeitura, assim como em outras capitais, mas o nome dela, apesar da indicação local, ainda não está certo.

“Vamos fazer uma reunião ainda do diretório estadual para tirar indicativos sobre as propostas que foram apresentadas na reunião do diretório nacional. Vamos avaliar todos os cenários e ver se iremos manter a candidatura de Dora ou  não. Por enquanto ela é a candidata”, comentou o presidente do diretório regional do PT no Amapá, o ex-deputado estadual Joel Banha, que também é casado com Dora Nascimento.

Diretório nacional reuniu mulheres candidatas a vereadoras e prefeitas. Foto: PT/Divulgação

Diretório nacional reuniu mulheres candidatas a vereadoras e prefeitas. Foto: PT/Divulgação

Tudo vai depender de alianças e densidade eleitoral. O processo de impeachment mudou a política de negociações do PT em busca de apoio para as eleições municipais. A ordem é não negociar com os partidos que votaram pela abertura do processo de impeachment.

A única exceção será conversar com os deputados federais que não seguiram a orientação partidária e votaram contra o afastamento da presidente.

A última eleição disputada por Dora Nascimento foi o Senado Federal, em 2014. Ela terminou a campanha em terceiro com 9% dos votos.

Compartilhamentos