Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A Universidade Federal do Amapá (Unifap), que atravessa uma de suas piores crises financeiras por causa do corte de orçamento, ganhou uma sobrevida este ano. São mais de R$ 2 milhões de uma emenda parlamentar que vão garantir a continuidade das obras do Hospital Universitário e dos cursos da Universidade da Maturidade, que estavam ameaçados de fechar por falta de verba.

A emenda é do deputado federal Vinícius Gurgel (PR-AP), que nesta segunda-feira, 6, se reuniu com a reitora da Unifap, Eliane Superti. A diferença é que o dinheiro poderá ser gerenciado diretamente pela Unifap, sem necessidade de aprovação de projetos por órgãos federais.

Encontro discutiu a aplicação dos recursos da emenda. Fotos: Ascom

Encontro discutiu a aplicação dos recursos da emenda. Fotos: Lucivaldo Costa

As obras do Hospital Universitário ficarão com a maior parte dos recursos, mais de R$ 1 milhão. Quando estiver pronto, o HU terá especialidades como clínica médica, pediatria, obstetrícia, cardiologia e oftalmologia. Por enquanto, as obras, que começaram no ano passado, estão paradas por falta de recursos. 

Cerca de R$ 800 mil serão destinados à ampliação e manutenção da Universidade da Maturidade, projeto criado pelo então deputado Bala Rocha (PDT) que oferece cursos de extensão para pessoas acima dos 60 anos e mulheres com mais de 40 anos. Em dinheiro, os cursos não iam ter mais continuidade. A urbanização do campus ficou com R$ 450 mil.

Gurgel anunciou que vai indicar outra emenda, desta vez para a reativação do campus da Unifap em Laranjal do Jari. 

“O apoio à universidade é uma das bandeiras fortes do meu mandato. A utilização das emendas nesse processo é fundamental e por isso a destinação, para que o órgão melhore sua titulação, o que representa também um ganho importante para os futuros profissionais graduados aqui”, declarou Gurgel.

 “Conseguimos algo muito significativo, e melhor ainda, sem precisar retirar nenhum recurso destinado de origem para o ensino, pesquisa e extensão. A parceria com o parlamentar foi decisiva para que futuramente a Universidade possa oferecer outras titulações. Quem ganha é a comunidade acadêmica”, reforçou a reitora Eliane Superti.  

 

Recursos serão utilizados para obras no campus da Unifap

Recursos serão utilizados para obras no campus da Unifap

Compartilhamentos