Compartilhamentos

Humberto Baía

Na manhã dessa quarta-feira, 13, índios de diversas etnias bloquearam a BR-156, no quilômetro 18. Eles protestam contra a indicação do general do Exército Franklimberg Ribeiro de Freitas para a presidência da Fundação Nacional do Índio (Funai), cortes em vários cargos técnicos da fundação, e extinção da Secretaria de Saúde Indígena.

Fila de veículos aumenta com o passar das horas. Fotos: Humberto Baía

Fila de veículos aumenta com o passar das horas. Fotos: Humberto Baía

Os protestos começaram no último dia 6 de julho quando os indígenas ocuparam a sede da FUNAI em Oiapoque. Pelo menos 100 indígenas, com pintura de guerra, estão posicionados na BR. A ordem é para que ninguém saia ou entre em Oiapoque.

Famílias esperam liberação do trecho bloqueado

Famílias esperam liberação do trecho bloqueado

protesto oiapoque (6)

Pneus e galhos de árvores foram colocados para bloquear a pista

A fila de veículos aumenta cada vez mais com o passar das horas naquele trecho da BR. Maria José veio de Caiena, na Guiana Francesa, e diz que o bloqueio atrapalha a vida de todo mundo, mas está solidária as lutas e reivindicações dos indígenas, e vai esperar o tempo que for.

protesto oiapoque (4)

Maria José: “o jeito é esperar”

“Estou solidária a causa e o jeito é esperar a liberação da rodovia”, comentou.

protesto oiapoque (5)

Na quinta-feira, 14, outro ponto da BR-156 deve ser bloqueado

Durante o protesto os indígenas gritam palavra de ordem e pedem respeito por parte do Governo Federal. Em Oiapoque são pelo menos 5.000 indígenas em 39 aldeias. O bloqueio vai durar até às 17 horas de hoje. A previsão é que na quinta-feira, 14, outro ponto da BR-156 seja bloqueado em mais um dia de protestos.

Compartilhamentos