Compartilhamentos

JÚLIO MIRAGAIA

O aumento das rondas policiais e a avaliação da retomada, em caráter provisório, dos contratos de vigilância, são as medidas de urgência anunciadas pelo Governo do Estado para conter a onda de violência e furtos que se intensificaram nos últimos 15 dias nas escolas.

As rondas policiais dentro e nos arredores dos colégios da rede estadual serão estendidas até a madrugada, a partir desta quinta-feira, 18. O patrulhamento até então ia até as 23h. A decisão foi tomada durante reunião entre os gestores da Segurança Pública e do Gabinete Civil, nesta quarta-feira, 17. 

Escola arrombada no dia 9 de agosto

Escola arrombada no dia 9 de agosto

Professores e a PM diferem na quantidade de escolas invadidas por bandidos. Pelos dados oficiais da PM, na duas últimas semanas foram confirmados 13 crimes, sendo 11 furtos e dois roubos em 11 escolas. Desse total, 8 foram em Macapá e 3 em Santana. Já os professores contabilizam 21 escolas. 

Nesta quarta, o Comando da PM reuniu equipes do Policiamento Escolar e os comandantes dos batalhões das duas cidades para fechar as estratégias e o planejamento das novas ações. Com a medida, aumentará de 35 para 40 o número de patrulhas motorizadas no entorno das instituições de ensino.

Equipamentos de som e outros objetos de valor furtados de uma escola e recuperados. Fotos: PM

Equipamentos de som e outros objetos de valor furtados de uma escola e recuperados. Fotos: PM

Retomada provisória dos contratos de vigilância

O Governo também avalia retomar, provisoriamente, parte dos contratos de vigilância para cobrir as escolas no turno da noite e fins de semana. O levantamento de impacto financeiro ainda está sendo feito, porém, a medida só duraria até que duas licitações estejam concluídas: a da contratação da vigilância eletrônica e a outra para o novo contrato de vigilância privada.

Gastão Calandrini, secretário de Segurança Pública: ". Fotos: Cássia Lima

Gastão Calandrini, secretário de Segurança Pública: “as escolas são de todos e todos devem ajudar”. Fotos: Cássia Lima

“Temos que fazer este esforço neste momento, enquanto a administração estuda outras possibilidades para a segurança nas escolas. A população também pode colaborar, ajudando a vigiar as escolas e denunciando quando desconfiar de alguma invasão. As escolas são de todos e todos devem ajudar”, enfatizou o secretário de Estado da Justiça e Segurança Pública, Gastão Calandrini.

Rondas ostensivas na madrugada

Com o novo operativo da PM, cada viatura com três policiais, fará rondas em todas as escolas da capital e do município santanense, nos três turnos. As equipes irão cobrir 136 escolas na zona urbana das duas cidades.

escola 2

Temendo onda de violência, alunos de três escolas fizeram um protesto nesta terça, 16

De acordo com o comandante-geral da PM, Carlos Souza, as guarnições continuarão entrando nas escolas para fazer o acompanhamento diário. Além disso, as equipes policiais que antes paravam em outros pontos dos bairros, passarão a estacionar as viaturas em frente às escolas.

A PM também dará apoio às equipes da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) que vão intensificar a manutenção da iluminação pública próximo aos colégios da rede estadual de ensino.

Outra medida nova é a participação do Serviço Reservado de Inteligência, que fará a identificação e monitoramento de possíveis criminosos nos arredores das escolas.

Compartilhamentos