Compartilhamentos

JÚLIO MIRAGAIA

Pelo terceiro ano consecutivo, o Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza a campanha ‘Setembro Amarelo’. A iniciativa tem como objetivo prevenir, debater e conscientizar a população sobre a problemática do suicídio ao longo de todo o mês.

O ponto alto da campanha esse ano será no dia 10, Dia Internacional de Prevenção ao Suicídio. Nessa data, pretende-se realizar em todo o país uma série de ações, como a iluminação de prédios, monumentos e promover também debates e acompanhamentos sobre o tema.

PFoto: Divulgação/CVV

Dados do CVV-AP apontam 19 casos de suicídio no AP este ano. Foto: Divulgação/CVV

No Amapá, o CVV prepara suas ações em parceria com a Assembleia Legislativa do Estado (Alap), e com igrejas, como a Betel, e espera ampliar o arco de parceiros que colaboram com as atividades.

Suicídios esse ano caíram pela metade em relação ao mesmo período de 2015 

Em todo o Estado, de acordo com informações do CVV e do blog do jornalista Bolero Neto, foram registrados 18 casos de pessoas que tiraram a própria vida entre janeiro e agosto deste ano. 

Foram 14 suicídios em Macapá, 2 em Laranjal do Jari, 1 em Pedra Branca e 1 na rodovia JK em Santana. Há uma queda significativa em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 31 casos. O CVV atendeu, no mês de agosto, 36 ligações pelo número 141.

Programação

A coordenadora de divulgação do CVV e do Setembro Amarelo no Estado, Jane Borges, informou que há uma audiência pública sendo preparada na Alap sobre a depressão e o suicídio e que a Igreja Betel prepara uma caminhada. Ambas as ações estão em fase de organização, com as datas sendo definidas.

Programação em 2015 contou com caminhada no Centro de Macapá

Programação de 2015 contou com caminhada no Centro de Macapá

Inscrições abertas para processo seletivo de voluntários

O coordenador do CVV no Amapá, Wander Silva, aproveitou a oportunidade para divulgar que estão abertas as inscrições para o processo seletivo para os voluntários que desejam participar dos atendimentos do centro na capital amapaense. Para integrar a equipe, é preciso ser maior de 18 anos. 

Silva explicou ainda que o processo está previsto para ser realizado na segunda quinzena de setembro. O CVV conta hoje com uma equipe composta por 19 voluntários.

coordenador CVV-AP

Wander Silva, coordenador do CVV-AP: “seleção é feita duas vezes por ano”

“A pessoa que se candidata a voluntário passa por um período de treinamento, um curso de atendimento de 30 horas. Fazemos o processo seletivo duas vezes por ano, em março e setembro”, destacou o coordenador do centro.

Hoje o CVV ocupa uma sala no shopping Vila Nova. Pelo pouco número de voluntários em Macapá para realizar os atendimentos, o centro disponibiliza também um e-mail para atendimento que é macapa@cvv.org.br.

Setembro Amarelo 2015: importantes ações de visibilidade 

Em 2015, a campanha conseguiu iluminar pontos turísticos de destaque em todas as regiões do país, como o Cristo Redentor no Rio de Janeiro, o Congresso Nacional, a Ponte Juscelino Kubitschek em Brasília, e outros. Houve também um grande número de caminhadas, passeios de motos e outras intervenções em locais públicos com a mesma finalidade.

Como ajudar na campanha

Para colaborar, qualquer pessoa pode iluminar ou identificar a fachada de uma casa ou prédio, promover passeio de motos, bicicletas, com balões, fitas ou panos amarelos, caminhadas com camisetas amarelas ou outras ações que impactem a população. Todos que mandarem fotos de suas iniciativas para o e-mail setembroamarelo@cvv.org.br poderão ver o material compartilhado na fanpage do Facebook do CVV (https://www.facebook.com/cvv141)  ou (https://www.facebook.com/setembroamarelo).

CVV

O Centro de Valorização da Vida (CVV), fundado em São Paulo em 1962, é uma associação civil sem fins lucrativos, filantrópica, reconhecida como de Utilidade Pública Federal em 1973. Presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo. Os mais de um milhão de atendimentos anuais são realizados por 2 mil voluntários em 18 estados mais o Distrito Federal. No Amapá, o número do CVV é o 141.

Para contato acerca de parcerias e ações para a campanha Setembro Amarelo, os coordenadores pedem para que entrem em contato pelos telefones (96) 99139-8940, Jane Borges, ou pelo (96) 99972-9929, com Wander Silva.

Compartilhamentos