Compartilhamentos

SELES NAFES

O juiz federal João Bosco Soares, da 2ª Vara da Justiça Federal do Amapá, negou nesta quinta-feira, 7, que tenha pretensões de largar a magistratura para disputar cargos eletivos. Um suposto projeto político dele foi ventilado nas redes sociais. 

Conhecido pela maneira de atuar fora de gabinetes e de levantar debates públicos sobre várias questões, ele decidiu escrever uma nota onde diz que “é muito feliz na magistratura”. 

Juiz conduz audiência com invasores da Rodovia Norte-Sul, no dia 21 de junho deste ano

Juiz conduz audiência com invasores da Rodovia Norte-Sul, no dia 21 de junho deste ano. Foto: Arquivo

João Bosco e juiz federal há 18 anos.

Veja a nota na íntegra.

“Acerca de notícias que circulam sobre a minha suposta candidatura ao Governo do Amapá no ano de 2018, sinto-me confortável para desmenti-la. Em primeiro lugar, há acertada vedação constitucional para esse propósito. Em segundo lugar e, o mais importante, não tenho essa pretensão, pois sou muito feliz na Magistratura, de onde, penso, posso contribuir muito mais, sobretudo nos processos judiciais, a mim afetos, e que dizem respeito à afirmação de políticas públicas, tal como o saneamento básico, saúde pública, mobilidade urbana, habitação etc. É crucial que não haja dúvida alguma sobre a lisura da minha função jurisdicional, exercida longe de qualquer segundas intenções. “

Compartilhamentos