Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

A Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (DECCP) apreendeu 60 argolas e uma lápide de sepultura em uma casa na comunidade de Cuba de Asfalto, no Bairro Novo Buritizal, na Zona Sul de Macapá. O material foi encontrado durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão. Uma criança também foi encontrada em situação de risco.

A DECCP cumpria um mandado contra Raryellson Souza Brito, o ‘Rarica’, de 19 anos. Ele é procurado por diversos roubos e furtos.

Durante a diligência, a Polícia Civil  recebeu a informação de que Rarica estaria em uma casa na Avenida 13 de Setembro.

Lápide junto com as argolas: tudo de bronze. Fotos: Cássia Lima

Lápide junto com as argolas: tudo de bronze. Fotos: Cássia Lima

“Nós chegamos à residência e um morador da casa negou que o procurado estivesse lá, mas autorizou nossa entrada. Encontramos na casa 60 argolas de sepulturas que juntas dá uns 50 quilos. Isso vale dinheiro. É puro bronze, um material pesado e que pode ser vendido”, explicou o delegado Glemerson Arandes.

Menor de 3 anos

No endereço de Rarica que constava na polícia, a guarnição encontrou um adulto dormindo com uma menor de 3 anos, mas ele não tinha nenhum parentesco com ela. O homem, ao ser abordado, disse que a mãe da menina tinha saído, mas não soube explicar pra onde nem que horas voltaria.

Rarica continua sendo procurado

Rarica, de 19 anos, continua sendo procurado

“Pra nossa surpresa depois de duas horas apareceu a mãe biológica dizendo que ela tinha dado a filha para a irmã cuidar. Então a responsável seria a irmã”, explicou o delegado.

Como o homem que dormia com a criança já tinha passagem pelo Cesein, e é usuário de drogas, todos foram conduzidos ao Ciosp.

“A criança estava em situação de risco grave. Nós conduzimos todos à delegacia para tomar as declarações e esclarecer a situação”.

A DECCP irá investigar se o morador da casa furtou as argolas ou era receptador do material. Rarica ainda está sendo procurado.

Compartilhamentos