Compartilhamentos

SELES NAFES

Policiais Militares conseguiram recuperar objetos furtados de uma escola estadual que já foi visitada duas vezes por bandidos nas últimas semanas em Macapá. Mas, desta vez, os PMs se depararam com um problema inusitado: o Ciosp do Pacoval não estaria aceitando mais receber materiais furtados das escolas.

O caso curioso ocorreu na madrugada desta quinta-feira, 24, na Escola Estadual Jesus de Nazaré, no bairro que leva o mesmo nome.

Policial carrega botijão de volta para escola. Fotos: Policiamento Escola/Divulgação

Policial carrega botijão de volta para escola. Fotos: Policiamento Escolar/Divulgação

Vizinhos escutaram barulhos na escola, que está sem vigilante, e acionaram a PM. Uma equipe de policiamento escolar chegou rapidamente e encontrou a escola arrombada. Os bandidos já haviam fugido.

Em diligências dentro nas redondezas, os policiais acabaram encontrando o material furtado. Um botijão de gás, um computador e uma caixa de som estavam em um terreno baldio. Os criminosos provavelmente voltariam para buscar tudo. 

Na hora de encerrar a ocorrência, os policiais foram surpreendidos no Ciosp do Pacoval, onde normalmente são apresentados os objetos recuperados ou apreendidos pela polícia. Agentes informaram que o Ciosp não está mais recebendo o material.

Policiais esperaram amanhecer para dar destino aos objetos furtados

Policiais esperaram amanhecer para dar destino aos objetos furtados

“Tivemos que levar tudo para o batalhão e esperar amanhecer para poder entregar na escola”, informou o tenente Marcelo, comandante do Policiamento Escolar da PM.

Não é a primeira vez que isso ocorre. Por isso, objetos recuperados em outras ocorrências começam a se avolumar nos batalhões. Na sede do Batalhão de Operações Especiais (Bope), por exemplo, existe um televisor de 50 polegadas, provavelmente furtado de alguma escola, e que até agora ninguém reclamou.

Escola já foi furtada duas vezes

Escola já foi furtada duas vezes

Na área do 6º BPM, uma máquina de lavar e outros objetos recuperados também estão em um canto aguardando um destino.

Na tarde desta quinta-feira, 24, o portal SELESNAFES.COM não conseguiu contato com ninguém no Ciosp do Pacoval para entender se o não recebimento dos objetos fazem parte de um novo procedimento. 

Compartilhamentos