Compartilhamentos

CÁSSIA LIMA

O Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Amapá (Comsems/AP) definiu na manhã desta sexta-feira, 16, que todos os municípios do Estado devem aderir ao programa Saúde Digital em 2017. A ideia é criar uma ampla rede de informações de prontuários digitais.
O programa Saúde Digital busca centralizar informações de saúde dos moradores e interligar digitalmente o Amapá com o sistema nacional do SUS, que está em fase de informatização em todo o Brasil.
Coordenadora Administrativa do Comsems, Daniela Pinheiro:

Coordenadora Administrativa do Comsems, Daniela Pinheiro: mapeamento de pacientes e doenças melhorará atendimento. Fotos: Cássia Lima

Na prática, prontuários médicos, ficha de pacientes e histórico de atendimento ficarão no sistema do SUS Digital. Com isso, quando um paciente de Oiapoque chegasse em Macapá, por exemplo, bastaria buscar o nome dele no sistema para consulta.
“Vamos sair dos papéis pra era digital e poderemos mapear os pacientes e doenças de forma rápida, independente da unidade e município que ele foi atendido porque será um sistema interligado em todo o estado. Hoje não temos isso”, explicou a Coordenadora administrativa do Comsems, Daniela Pinheiro.
O Programa terá 4 etapas. A primeira inicia dia primeiro de janeiro, com o mapeamento da atual infraestrutura das unidades e o que será necessário para a implantação do programa como computadores, capacitação, mão de obra especializada, entre outros. A partir desta primeira fase que será levantado o custo da implantação.
Compartilhamentos