Compartilhamentos

De Santana, FERNANDO SANTOS

O Conselho Tutelar de Santana, localizado no Bairro Nova Brasília, é o único que atende crianças e adolescentes no município. Mas há uma grave crise. Os conselheiros cogitam a possibilidade de paralisar as atividades por falta de combustível, salários atrasados e estrutura física do prédio.

De acordo com o conselheiro tutelar, Cléo Alves, o CT está há duas semanas sem combustível para o veículo que atende as ocorrências.

“Sem o combustível fica inviável atender os chamados da população. A prefeitura repassava R$ 600 por semana para combustível, depois passou para R$ 100 e, nas últimas duas semanas, não repassou mais nada”, informou o conselheiro.

O salário de novembro, dos 5 conselheiros tutelares, está atrasado. O décimo terceiro também. Funcionários, como assistentes administrativos e serventes, estão com 5 meses de salários atrasados.

Carro parado por falta de gasolina

Carro parado por falta de gasolina

“Nós conselheiros vamos ter que paralisar as atividades. Ainda estamos avaliando a data. O ‘Cras e Creas’ também não estão recebendo nossos encaminhamentos por falta de estrutura. Não sabemos precisar quantas ocorrências atendemos por dia, pois é relativo, mas tenho certeza que se hoje tiver uma criança em situação de risco, o Conselho não pode fazer nada”, ressaltou Cléo.

O prefeito de Santana, Rosbon Rocha (PR), informou que o problema foi ocasionado depois que a Promotoria da Infância e Juventude pediu à justiça o bloqueio de R$ 1,6 milhões das contas do município.

“A prefeitura foi condenada em 2012. A promotoria pediu o bloqueio das contas. Isso ocasionou um caos na prefeitura. Mas nossa assessoria jurídica está pedindo o desbloqueio junto à justiça. Às vezes eu dou do meu próprio bolso o dinheiro para o combustível”, informou Robson Rocha, prefeito.⁠⁠⁠⁠

Compartilhamentos