Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A direção do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen) afirmou na tarde desta sexta-feira, 16, que o objetivo das ceias de fim para detentos é humanizar o tratamento dado aos internos. 

Em nota distribuída à imprensa, a direção do Iapen alegou que a confraternização entre detentos e familiares no Natal e Ano Novo “é padrão e acontece todos os anos, conforme portarias de anos anteriores em anexo”.

Ainda segundo o Iapen, a confraternização não é exclusiva do Centro de Custódia do Zerão, mas que cada unidade prisional possui sua própria programação seguindo portarias com regras diferentes.

“Para evitar interpretações erradas, a direção do Iapen vai editar uma única portaria incluindo os pavilhões Feminino, Semiaberto e o Cadeião, onde ficam os presos provisórios e sentenciados”, conclui.

Compartilhamentos