Compartilhamentos

ANDRÉ SILVA

As adolescentes que estavam desaparecidas desde a última quarta-feira, 11, já estão em casa. Elas foram encontradas na tarde desta sexta-feira, 13, em uma festa no Bairro do Pantanal, zona norte de Macapá, pela mãe e uma amiga da família. O Conselho Tutelar acompanha o caso. 

Mais cedo, elas chegaram a entrar em contato com a família. Segundo a mãe, a conversa durou pouco menos de um minuto, o suficiente para deixá-la ainda mais preocupada.

As meninas ligaram pela manhã de um telefone que não foi possível identificar o número, segundo a mãe Patrícia Castro Santana, de 36 anos. Ela disse que falou primeiro com a menor, Beatriz Santana Rodrigues, de 14 anos, que disse estar bem. Logo depois foi a vez de Renata Mayara Santana Rodrigues, de 17 anos.

“Elas falaram muito rápido, pouco menos de um minuto. Deu pra perceber que alguém pedia para elas falarem rápido. Elas disseram que estavam em Fazendinha. Disseram para eu não me preocupar que elas estavam bem e que só entraram em contato por que alguém pediu para elas fazerem isso e desligou”, contou a mãe.

Carta deixada pelas duas meninas para mãe. Foto: enviada por Patrícia

Carta deixada pelas duas meninas para mãe na quarta-feira, 11. Foto enviada por Patrícia

Informações desencontradas

Contudo, a mãe conta que uma pessoa viu a mais velha no município de Porto Grande, a 135 quilômetros de Macapá.

“Ficou parecendo que elas queriam despistar. Desconfio que seja alguém de maior que esteja com elas”, desconfia Patrícia.

Renata e Beatriz saíram de casa, no Bairro Renascer, nas primeiras horas do dia e deixaram uma carta de despedida pedindo que a mãe não se preocupasse. Segundo testemunhas, elas diziam que iam para o Porto Grande acompanhadas de uma amiga, e de lá para um lugar mais longe. A mãe disse que as autoridades desconfiavam de tráfico de pessoas.

Felizmente, por volta das 16h desta sexta, uma pessoa ligou da escola onde Beatriz estuda informando que ela e a irmã estava participando de uma festa. A mãe e a amiga foram até o local e conseguiram encontrar as duas. A família toda foi levada em seguida para o Conselho Tutelar, onde foram feitos os procedimentos necessários.

 

 

Compartilhamentos