Compartilhe

OLHO DE BOTO

Depois de esfaquear um desafeto, na zona norte de Macapá, três criminosos foram presos tentando fugir do local do crime dentro de um ônibus de linha. Eles foram presos pela Polícia Militar no interior do coletivo, e ainda estavam armados.

A tentativa de homicídio ocorreu na tarde desta quinta-feira, 5, no Bairro Jardim Felicidade II. A vítima é um menor de idade, e estava almoçando com a esposa em casa quando o imóvel foi invadido pelo trio armado com facas e um terçado.

A vítima ainda tentou fugir, mas foi alcançada e golpeada várias vezes. Em seguida, os três fugiram a pé e entraram em um ônibus da empresa Expresso Marco Zero, que faz a linha para o Bairro dos Congós, na zona sul da capital.

Dois são maiores de idade, e foram apresentados no Ciosp. Fotos: Olho de Boto

Dois são maiores de idade, e foram apresentados no Ciosp. Fotos: Olho de Boto

Testemunhas e a família ligaram para o Ciodes no 190, e informaram o crime. O jovem atingindo pelos golpes foi socorrido e levado em estado grave para o Hospital de Emergência de Macapá, onde permanece em observação.

Uma equipe do 6º Batalhão da Polícia Militar, comandada pelo sargento Amim, estava em patrulhamento na Avenida Antônio Coelho de Carvalho, no Centro, quando avistou dentro do ônibus três jovens suspeitos.

Terçado usado no crime

Terçado usado no crime

Jovem foi evado em estado grave para o HE

Jovem foi evado em estado grave para o HE

Ao entrarem no coletivo, os policiais perceberam o nervosismo do trio. A equipe repassou as características físicas dos suspeitos ao Ciodes que confirmou se tratar dos mesmos elementos que haviam tentado matar o rapaz momentos antes no Jardim II. Um deles acabou confessando o crime e admitiu que estavam fugindo.

“Eles disseram que já estavam prometidos (ameaçados de morte) pela pessoa vitimada, e por isso eles foram lá e tentaram se antecipar à situação”, relatou o sargento Amim.

Ouça o que disse o sargento da PM sobre o caso

Dos três presos, dois são maiores de idade: Iranildo Gonçalves dos Santos e Felipe da Trindade, ambos de 18 anos. Eles foram apresentados com as armas do crime no Ciosp do Pacoval por tentativa de homicídio. O menor foi levado mais tarde para a Delegacia de Investigação de Atos Infracionais (Deiai). 

Compartilhe