Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

A Comissão Estadual da Verdade do Amapá realiza nesta sexta-feira, 31, a cerimônia de entrega do relatório final com informações sobre as violações e abusos que ocorreram durante o regime militar no Estado. O evento ocorre no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Amapá (OAB-AP), a partir das 17h.

No documento, estão contidos 38 relatos de pessoas que praticaram violações de direitos e de vítimas do regime ditatorial. A comissão foi instituída em junho de 2013 e teve atuação junto à Comissão Nacional da Verdade.

O principal objetivo do relatório é, de forma humanizada, dar à sociedade a oportunidade de saber o que de fato ocorreu no período em que a ditadura atuou, a partir dos relatos das pessoas e de documentos que comprovam tais depoimentos.

“Entrevistamos quase uma centena de indivíduos tendo tomado 38 depoimentos entre pessoas que praticaram estas violações e outras que foram vitimadas por tais. O objetivo disso é colocar para os amapaenses os dados, as informações, os documentos que mostram como a ditadura operou no Estado do Amapá. O relatório não tem objetivo judicial, vale frisar”, disse o presidente da CEV/AP, Dorival Santos.

Acesso público

O relatório será disponibilizado para qualquer pessoa. A Comissão finaliza uma plataforma digital onde será hospedado o documento e anexos para acesso público.

No evento de entrega serão ofertados exemplares impressos às autoridades presentes e, posteriormente, o Estado irá disponibilizar para escolas e demais instituições públicas.

Compartilhamentos