Compartilhamentos

SELES NAFES

Em audiência de custódia nesta terça-feira, 28, a justiça mandou libertar o motorista que atropelou duas jovens no fim da noite de segunda-feira, 26, no Bairro do Beirol, zona sul de Macapá.

Ederlan Pimenta da Costa, de 27 anos, vai responder ao processo em liberdade. Apesar de ter se recusado a fazer o teste de alcoolemia depois do acidente, ele negou que estivesse embriagado, mas confessou que estava dirigindo a cerca de 80 quilômetros por hora no momento do impacto com as vítimas.

“Ele foi desviar de um buraco e acabou perdendo o controle do carro. Também disse que as vítimas não estavam na calçada. Ele não estava embriagado. Só se recusou a fazer o teste porque estava com a boca muito ferida em função das agressões que recebeu com capacetes de motociclistas”, informou o advogado de defesa, Pablo Neri.

Uma das vítimas está no HE em estado grave. Fotos: Leonardo Melo

Uma das vítimas está no HE em estado grave. Fotos: Leonardo Melo

Neri alegou ainda que o motorista ficou exaltado dentro da viatura da PM porque teve uma crise alérgica e estava com dificuldades para respirar. “Ele pedia para sair da viatura”, justificou. Os policiais relataram que foram xingados pelo motorista. 

De acordo com a Polícia Miliar, por volta das 22h40min, Franciane Santos dos Santos, de 25 anos, e Maria Vaz dos Santos, da mesma idade, estavam aguardando ônibus em uma parada na Rua Leopoldo Machado com a Avenida Galibis quando foram atropeladas.

Depois do acidente, o carro continuou até bater em uma calçada a 150 metros de distância do local. O Batalhão de trânsito (BPTran) diz que o motorista teria tentado fugir do local e apresentava sintomas de embriaguez.

Uma das vítimas, Maria Vaz, está internada em estado grave no Hospital de Emergência de Macapá. Ela teve vértebras da coluna quebradas e outras afastadas.

Carro só

Carro só parou depois de bater em uma calçada

O juiz que conduziu a audiência de custódia determinou a Ederlan Costa o pagamento de fiança no valor de 1 salário mínimo (R$ 937) parcelado em duas vezes. Ele também precisará assinar uma vez por mês uma espécie de folha de ponto no fórum, além de não poder se ausentar da cidade.

Ele também precisará estar em casa até as 20h e não poderá sair aos sábados e domingos, exceto com autorização judicial. 

Compartilhamentos