Compartilhamentos

DA REDAÇÃO

O Amapá foi o primeiro estado a aderir ao Programa Identidade Jovem (ID Jovem), na manhã desta sexta-feira, 24, em cerimônia no Palácio do Setentrião. O objetivo do novo benefício é assegurar o direito à cultura e à mobilidade para jovens de idade entre 15 a 29 anos, de baixa renda. Serão contemplados 81 mil amapaenses nessa faixa etária com meia entrada em programas artísticos, culturais, esportivos, dentre outros.

 O secretário nacional de Juventude, Assis Filho, veio à Macapá e participou da solenidade. Entidades estudantis locais também marcaram presença como a União Estadual Estudantil (UEE), União dos Estudantes dos Cursos Secundários do Amapá (Uecsa), grupos quilombolas, indígenas e acadêmicos de diversas instituições de ensino.
Programa dará meia entrada para jovens em eventos culturais e esportivos. Fotos: Marcelo Loureiro (Secom/divulgação)

Programa dará meia entrada para jovens em eventos culturais e esportivos. Fotos: Marcelo Loureiro (Secom/divulgação)

O ID Jovem foi lançado pelo governo federal em dezembro de 2016. Com ele, o jovem poderá usufruir de meia entrada no teatro, cinema, shows, museus, jogos de futebol, dentre outros eventos. Além disso, poderá reservar duas vagas gratuitamente e duas com desconto de 50% em passagens de ônibus interestaduais ou em embarcações e trens.

De acordo com o secretário nacional da Juventude, Assis Filho, o benefício é disponibilizado aos jovens que integram famílias com renda mensal de até dois salários mínimos, inseridas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnicio). A emissão da Identidade Jovem é gratuita.

“É um ato de respeito e valorização com a juventude. O governo deve beneficiar pelo menos 15,8 milhões de brasileiros. Afinal, todos têm direito à cultura e diversão, isso é fundamental na formação do ser humano”, enfatizou Assis Filho.

Caixa fará emissão virtual do ID Jovem

O documento de identidade do jovem de baixa renda será emitido de forma virtual, através de um aplicativo para smartphones com sistema Android, IOs e Windows Phone, desenvolvido pela Caixa Econômica Federal. Para emitir a identidade será utilizado o Número de Identificação Social (NIS) do cidadão.

O aplicativo irá gerar um documento de identidade virtual com validação de segurança através de QR CODE, que poderá ser utilizado para entradas nos eventos e atividades informados acima e que estão de acordo com as regras do programa. Através do site da Caixa também será possível emitir o documento do jovem. Mas também poderá ser emitido através de imagem, de forma a auxiliar àqueles que não possuem celulares com função de instalação de aplicativos.

Compartilhamentos