Compartilhamentos

O senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP) não tem conseguido falar com o governador Waldez Góes nos últimos dias. O senador articula um encontro entre o chefe do Executivo e representantes das maiores companhias aéreas do país, a Latam, Gol, Azul e Avianca. Randolfe não esconde a insatisfação.

O objetivo é discutir uma possível flexibilização do governo do Estado quanto ao ICMS do querosene de aviação, que no Amapá é taxado em 25%. Uma redução para 12%, segundo o senador, já possibilitaria a ampliação da oferta de voos para o Amapá. Randolfe, que é autor de um projeto de resolução nesse sentido em tramitação no Senado, diz que Waldez ainda não atendeu o telefone.

Ultimamente, Waldez vinha trabalhando em parceria com o senador em várias agendas do Amapá.

Compartilhamentos